POLÍTICAS EDUCACIONAIS PARA O ENSINO MÉDIO BRASILEIRO: DA DITADURA CIVIL-MILITAR À NOVA REFORMA DE 2017

Autores

  • Vinicius Renan Rigolin de Vicente Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Jani Alves da Silva Moreira Universidade Estadual de Maringá (UEM)

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v15e282021254-276

Palavras-chave:

Pressupostos Políticos do Ensino Médio, Política Educacional, Reforma do Ensino Médio.

Resumo

O presente artigo analisa os pressupostos históricos e políticos para o Ensino Médio no Brasil, com ênfase a partir do regime militar (1964-1985). O intuito é retomar a compreensão histórica e estabelecer análises e comparações com a atual política educacional decorrente da Reforma do Ensino Médio (REM) de 2017. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho documental e bibliográfico, na qual realizou-se a análise de leis e documentos oficiais que estabeleceram a política para o Ensino Médio no Brasil, com o intuito de compreender os pressupostos históricos e os desdobramentos, implicações e consequências que permeiam a atual REM. Os resultados apontam que a política para o Ensino Médio esteve voltada para a formação de indivíduos por meio de direcionamentos baseados nos princípios da economia neoliberal como forma de mercantilizar o Ensino Médio e formar trabalhadores com subjetividades mínimas para serem prestadores de serviços flexíveis e que estejam à disposição do mercado de trabalho.

Biografia do Autor

Vinicius Renan Rigolin de Vicente, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Graduado em Geografia (Licenciatura) pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER). Especialista na Educação de Jovens e Adultos (UNIASSELVI). Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Realiza pesquisas na área de Políticas e Gestão Educacional, com ênfase na política de Reforma do Ensino Médio. É integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação (GEPEFI/CNPq) da UEM. 

Jani Alves da Silva Moreira, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Possui graduação em Pedagogia (1997), mestrado (2006) e doutorado (2012) em Educação pela Universidade Estadual de Maringá, com estágio de doutoramento sanduíche apoiado pela CAPES/PSDE, no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Atualmente é professora adjunto nível C do Departamento de Teoria e Prática da Educação (DTP/UEM) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPE/UEM), na linha de Política e Gestão em Educação. Atuou por vários anos como professora na Educação Básica. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos temas Políticas e gestão do financiamento da educação; Estudo comparado sobre políticas educacionais; Políticas educacionais e gestão da educação. Líder do GEPEFI/CNPq - Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Educacionais, Gestão e Financiamento da Educação.

Downloads

Publicado

2022-01-31

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua