A EXPANSÃO DA ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NO BRASIL E O DESENVOLVIMENTO LOCAL: UMA PROPOSIÇÃO DE ABORDAGEM

Autores

  • Paola Mercadante Petry USP
  • Karina Ninni Ramos IEE/USP
  • Hirdan Katarina de Medeiros Costa USP

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e0202022-43

Palavras-chave:

Energia solar. Desenvolvimento local. Chapada do Apodi. Brasil

Resumo

Parques solares com usinas de painéis fotovoltaicos para geração elétrica vêm sendo instalados no Brasil e no mundo, ocupando extensões de terra com boa incidência solar. O presente trabalho traz discussões acerca da energia fotovoltaica e o uso de recursos naturais e também sobre o retorno e impactos que o parque pode gerar para o município. A metodologia empregada além de revisão bibliográfica, apresenta o método de estudo de casso a partir da experiência da Chapada do Apodi, localizada na divisa entre o Rio Grande do Norte (RN) e o Ceará (CE), no Nordeste brasileiro. A pesquisa apresenta dados atinentes ao destaque do Ceará na geração elétrica por fontes renováveis, sendo o terceiro maior estado em geração eólica do país. No último Leilão A-4, em 2018, o Ceará respondeu pela maior potência contratada de energia fotovoltaica, distribuída em dois complexos: Lavras (5 usinas e 120 MW) e Alex (9 usinas e 270MW). Ambos devem entrar em operação até 2021. Alex será instalado no município de Limoeiro do Norte, que faz parte da Chapada do Apodi e do Perímetro Irrigado Jaguaribe – Apodi, implementado em 1989 a fim de garantir a oferta hídrica para produção agrícola. Segundo o último Censo Agrário (2018), Limoeiro do Norte produz frutas e grãos. Esse artigo almeja servir como literatura que colaborou para a discussão sobre desenvolvimento local, impasses, benefícios e oportunidades no setor de geração fotovoltaica.

 

Biografia do Autor

Paola Mercadante Petry, USP

Engenheira química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo/USP. Aluna de mestrado no Instituto de Energia e Ambiente, Universidade de São Paulo (IEE/USP - Av. Prof. Luciano Gualberto, 1289 - Vila Universitária, São Paulo/SP, Brasil). IEE/USP. paola.petry@usp.br

Karina Ninni Ramos, IEE/USP

 

Jornalista pela Escola de Comunicação e Artes da USP, mestre em desenvolvimento sustentável pela UFPA. Aluna de Doutorado no IEE/USP  karinaninni@usp.br

Hirdan Katarina de Medeiros Costa, USP

Advogada e Doutora em Energia. Professora Colaboradora no IEE/USP e Vice-coordenadora do Programa de Políticas de Energia e Economia do Research Centre for Gas Innovation, RCGI/USP. hirdan@usp.br

Downloads

Publicado

2020-05-29