IDENTIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS IMPACTOS AMBIENTAIS OCASIONADOS PELO MANEJO DA PECUÁRIA NO MUNICÍPIO DE HUMAITÁ – AM

Autores

  • Ivalmir Mota Abadias Universidade Federal do Amazonas- UFAM/ Aluno do curso de Mestrado em Ciências Ambientais - PPGCA
  • Paulo Rogério Beltramin da Fonseca universidade federal do amazonas/professor do curso de Agronomia do Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente, IEAA-UFAM
  • Cleisson Hugo Barbosa Universidade federal do amazonas - ufam /aluno do curso de pós-graduação em ciências ambientais
  • Maria Clecia Gomes Sales Universidade federal do amazonas - ufam /aluna do curso de pós-graduação em ciências ambientais

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e22020664-682

Palavras-chave:

Meio ambiente, Pastagem, Queimadas.

Resumo

O manejo da pecuária em detrimento de práticas impróprias tem sido colocado em evidencia nos últimos anos devido ao desgaste ocasionado ao meio ambiente. O objetivo deste trabalho foi identificar os impactos ambientais relacionados com o manejo e a introdução da atividade pecuária no município de Humaitá no Sul do Amazonas. A pesquisa foi realizada no município de Humaitá em três unidades de produção distintas (Vicinal do Auto Crato, BR 230 e BR 319). As principais variáveis ambientais observadas neste estudo e que possam ter alguma relação com impacto ambiental do manejo da agropecuária foram: Desmatamento, queimadas e uso do solo.  Para a análise quantitativa dos dados foi utilizado o programa Microsoft Excel®, no qual as informações numéricas serão organizadas e tabuladas com o intuito de estabelecer a estatística descritiva. O Resultado mostrou que nas áreas estudadas, o desmatamento para a criação de áreas de pastagem embora em quantidade reduzida pode ocasionar problemas ambientais caso a prática seja intensificada na região. Com relação a prática de queimadas, a mesma também se apresentou em pequenas quantidades, vale ressaltar que nas propriedades que a continuidade desta prática pode gerar problemas na superfície do solo deixando desprotegido e pobre em matéria orgânica e ainda contribuir para o aumento de focos de calor no município. Os principais problemas relacionados ao uso e manejo do solo da área de pastagem se dá pela utilização de implementos agrícolas como aração e gradagem visando à preparação da terra para semeadura de pastagens, pastejo excessivo, a falta de manutenção e práticas conservacionistas. Contudo, ressalta-se que a utilização de práticas de manejo na atividade pecuária do município tem sido realiza em pequena escala, porém não se descarta a possibilidade da ocorrência de impactos ambientais na região.

Biografia do Autor

Ivalmir Mota Abadias, Universidade Federal do Amazonas- UFAM/ Aluno do curso de Mestrado em Ciências Ambientais - PPGCA

Bacharel em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Mestre em Ciências Ambientais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais - PPGCA pela UFAM.

Paulo Rogério Beltramin da Fonseca, universidade federal do amazonas/professor do curso de Agronomia do Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente, IEAA-UFAM

Professor Doutor do curso de Agronomia e do Pós Graduação em Ciências Ambientais, possuie Doutorado em Produção vegetal pela Universidade Grande Dourado (UFGD).

Cleisson Hugo Barbosa, Universidade federal do amazonas - ufam /aluno do curso de pós-graduação em ciências ambientais

bacharel em agronomia, pela Universidade federal do amazonas - ufam /possuie mestrado em ciências ambientais pelo Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente, IEAA-UFAM.

Maria Clecia Gomes Sales, Universidade federal do amazonas - ufam /aluna do curso de pós-graduação em ciências ambientais

bacharel em agronomia, Universidade federal do amazonas - ufam, possuie mestrado em ciências ambientais pelo Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente, IEAA-UFAM, atualmente Doutoranda em Agronomia Tropical, pela universidade Federal do Amazonas-UFAM.

Downloads

Publicado

2020-07-17

Edição

Seção

Estudos de Caso