SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO SOCIAL: O LIXO QUE GERA OPORTUNIDADES

Autores

  • Leandro dos Santos Bernardes Universidade do Sul de Santa Catarina
  • Sara Abreu Henn Universidade do Sul de Santa Catarina
  • Simone Sehnem Unoesc
  • Sabrina Oliveira Souza Faculdade Borges de Mendonça
  • Jacir Leonir Casagrande Unisul

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v5e22016785-813

Palavras-chave:

Sustentabilidade, Inovação Social, Lixo, Gestão Organizacional

Resumo

As exigências da sociedade de consumo, aliadas aos aspectos reguladores do mercado, faz com que muitas organizações enfrentem dificuldades com a destinação de produtos obsoletos, mais especificamente os produtos eletrônicos. Entretanto, aquilo que é dificuldade para uma organização pode representar oportunidades para outra, pois a resolução de uma dificuldade permite a adoção de novas práticas de gestão que integrem os conceitos de sustentabilidade e inovação social podem levar ao surgimento de novos negócios, gerando inclusive ao atendimento de necessidade mais amplas da sociedade. Neste contexto, o presente artigo constitui-se de um estudo de caso realizado no Comitê da Democratização da Informática em Santa Catarina (CDISC) e teve como objetivo principal analisar os projetos desdobrados a partir da reciclagem do lixo eletrônico de diversas instituições parceiras, intencionando ainda identificar as conexões entre as práticas da organização e as teorias de inovação social e desenvolvimento sustentável. A coleta de dados foi realizada por meio de pesquisa documental e entrevista semi-estruturada com o presidente executivo da organização. Os dados foram analisados por técnicas interpretatativistas e os principais resultados permitem compreender as oportunidades geradas através da reciclagem de lixo eletrônico, que existe forte conexão entre as práticas organizacionais e as teorias de inovação social e desenvolvimento sustentável, especialmente no que se relaciona a adoção do tripé da sustentabilidade.

Biografia do Autor

Leandro dos Santos Bernardes, Universidade do Sul de Santa Catarina

Mestre em Administração pela Universidade do Sul de Santa Catarina, professor nos cursos de administração e ciências Contábeis das Faculdades Borges de Mendonça e Decisão.

Sara Abreu Henn, Universidade do Sul de Santa Catarina

Mestra em Administração pela Universidade do Sul de Santa Catarina, atuando como Contadora na Universidade Federal de Santa catarina.

Simone Sehnem, Unoesc

Doutora em Administração, atuando como professora nos cursos de mestrado da unoesc e Unisul

Sabrina Oliveira Souza, Faculdade Borges de Mendonça

Mestre em Administração pela Univali, atualdo como professora no curso de graduação em Administração das Faculdades Borges de Mendonça

Jacir Leonir Casagrande, Unisul

Coordenador Mestrado em Administração da Unisul.

Downloads

Publicado

2016-11-16

Edição

Seção

Estudos de Caso