ÁGUA TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO: DESPERDÍCIO E MEDIDAS DE CONTENÇÃO

Autores

  • Jairo Afonso Henkes
  • Everton Emerich de Freitas UNISUL

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v4e12015392-415

Palavras-chave:

gestão ambiental, desperdício, água, vazamento, perda de água.

Resumo

Este estudo de caso tem a contínua importância de analisar as formas para conser-var um importante recurso natural, a água, após tratamento e na fase de distribuição, por meio de medidas de contenção de desperdício pelo sistema de abastecimento público do município de Mangaratiba. Quando o manancial de abastecimento for pe-queno isolado e fragmentado se faz a necessidade de implementar um programa de redução de perdas incorporar técnicas necessárias a fim de aprimorar o melhor de-sempenho do sistema e garantir a disponibilidade hídrica para determinada região. Através de pesquisas em documentos, entrevistas, fotos, feiras é que se pode con-cluir neste estudo de caso que é possível melhorar o sistema sem degradar o meio ambiente. A falta d’água se dá pelo desperdício em algum ponto desconhecido, que denomina-se de vazamento oculto. A educação ambiental e instrumentos tecnológi-cos são ferramentas que podem ser empregadas pelo gestor ambiental à campo, de forma interdisciplinar, para identificar e prevenir perdas de água potável nas redes de distribuição. Vale ressaltar que o plano de gestão e planejamento bem feito pode trazer benefícios para as concessionárias do abastecimento de água, em busca da sustentabilidade do sistema.

Biografia do Autor

Jairo Afonso Henkes

Mestre em Agroecossistemas. Especialista em Administração Rural. Engenheiro Agrônomo. Professor do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental e do Programa de Pós Graduação em Gestão Ambiental da Unisul.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Edição

Seção

Estudos de Caso