A APLICAÇÃO DE INSTRUMENTOS ESTATÍSTICOS COMO DIRECIONADORES DE AÇÕES DE ORIENTAÇÃO E TUTORIA CONTRA A EVASÃO EM CURSOS EAD

Autores

  • Lauro Roberto Lostada Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v15e282021344-364

Palavras-chave:

Educação a Distância, Formação de professores, Instrumentos estatísticos.

Resumo

O objetivo deste trabalho é discutir a aplicação de instrumentos estatísticos como forma de diagnosticar o perfil dos estudantes, visando a adoção de estratégias de tutoria e orientação que sejam capazes de minimizar os altos índices de evasão e de reprovação em cursos de EAD no país. Para tanto, utilizaremos uma abordagem quantitativa com base em três questionários aplicados com os cursistas do Curso de Especialização em Educação na Cultura Digital (ECD), que foi oferecido pelo Ministério da Educação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a um grupo de 838 educadores. Dos cursistas ingressantes no projeto, 205 foram aprovados, 71 acabaram desistindo e 562 foram reprovados, o que fez com que o projeto tivesse registrado uma média de 73% em relação ao índice de abandono/reprovação. De acordo com nossas análises, verificamos a possibilidade de uso de ferramentas de pesquisa como direcionadoras de práticas de orientação/tutoria que visem a diminuição dos índices de evasão e reprovação nos cursos oferecidos na modalidade EAD.

Biografia do Autor

Lauro Roberto Lostada, Universidade Federal de Santa Catarina

Filósofo, Especialista em Práticas Pedagógicas Interdisciplinares e em Mídias na Educação, Mestre e Doutor em Educação e Comunicação pela Universidade Federal de Santa Catarina - lostada25@yahoo.com.br.

Downloads

Publicado

2022-01-31

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua