POLÍTICAS EM DISPUTA NO ENSINO MÉDIO: UM CONSENSO EXCLUDENTE?

Autores

  • Eliza Bartolozzi Ferreira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Silvana Ventorim Universidade Federal do Espírito Santo
  • Wagner dos Santos Universidade Federal do Espirito Santo

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v10e172016148-166

Palavras-chave:

Formação docente, Currículo, PNEM, Enem.

Resumo

O artigo desenvolve um esquema de interpretação a partir da implantação dos programas curriculares e de formação dos professores, combinados com aplicação de exames obrigatórios de avaliação. Faz crítica às acentuadas assimetrias que constituem as políticas educacionais para o Ensino Médio baseadas no consenso da maioria sobre o seu direito, mas cujo exercício exclui sua capacidade de promover a integração e a coesão social. As análises são desenvolvidas a partir de pesquisa realizada no âmbito do Programa Nacional de Formação dos Professores do Ensino Médio, por meio de dados coletados com trabalhadores docentes participantes do PNEM no Espírito Santo, no período de 2014-1015.

 

Biografia do Autor

Eliza Bartolozzi Ferreira, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Educação, pós-doutora pela Ecole Normale Superieure de Lyon/Franca. Coordenadora-adjunta do Programa de Pos-Graduação em Educação da UFES e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Politicas Educacionais (NEPE). 

Silvana Ventorim, Universidade Federal do Espírito Santo

Doutora em Educaçao, Professora do Programa de Pós-Graduação em Educaçao; Departamento de Linguagens, Cultura e Educação do Centro de Educaçao da Universidade Federal do Espirito Santo; coordenadora do Núcleo de Estudos e  Pesquisas em Politicas Educacionais (Nepe) e do Instituto de Pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria). 

Wagner dos Santos, Universidade Federal do Espirito Santo

Doutor em Educação, Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física; Departamento de Ginástica do Centro de Educação Física da Universidade Federal do Espirito Santo; membro do Núcleo de Estudos e  Pesquisas em Politicas Educacionais (Nepe) e coordenador do Instituto de Pesquisa em Educação e Educação Física (Proteoria). 

Downloads

Publicado

2016-08-12