DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO UTILIZANDO SENSOR DE UMIDADE COM ASPERSOR AUTOMÁTICO

Autores

  • Laura Pampanini Silveira Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba
  • Monique de Faria Silveira Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.
  • Samuel Borges Barbosa Samuel Borges Barbosa Samuel Borges Barbosa Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.
  • Maria Gabriela M. Peixoto Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020436-450

Palavras-chave:

Irrigação. Enactus. Agricultura Familiar. Gestão Hídrica

Resumo

Atualmente, o agronegócio é considerado um pilar da economia brasileira. Contudo, mesmo com toda a importância da agricultura para a economia, é necessário compreender os desafios enfrentados pelo consumo de água na agricultura, tanto no Brasil como em todo o mundo. Assim, utilizando dois projetos desenvolvidos por uma organização internacional de empreendedorismo social, a Enactus, e levando em consideração a sustentabilidade e os recursos ambientais, este estudo apresenta o desenvolvimento de um sensor automático de umidade por aspersão. Este projeto faz parte dos projetos da Enactus, orientados pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2, 6, 8, 12, das Nações Unidas (ONU). O sistema conecta o equipamento para liberar água para irrigação agrícola, com foco na agricultura familiar. Esse sistema de irrigação funciona através do micro aspersor, usando palitos de pirulito. Portanto, através de um trabalho relacionado ao nexo Alimentos-Água-Energia, os processos de desenvolvimento seguiram a metodologia do Processo de Desenvolvimento de Produto (PDP). O sistema de irrigação obtido permite um maior controle sobre a colheita, evitando falta ou excesso no suprimento de água, que muitas vezes gera perdas em várias plantações. O sistema também colabora para reduzir o grande desperdício de água na irrigação, possibilitando um manejo sustentável e o uso eficiente desse recurso natural.

 



Biografia do Autor

Laura Pampanini Silveira, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba

Discente, curso de Engenharia de Produção, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba. E-mail: laurapsilveira@hotmail.com

Monique de Faria Silveira, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.

Discente, curso de Engenharia de Produção, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba. E-mail: moniquef_silveira@hotmail.com

Samuel Borges Barbosa Samuel Borges Barbosa Samuel Borges Barbosa, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.

Doutor, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba. E-mail: osamuelbarbosa@gmail.com

Maria Gabriela M. Peixoto, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba.

Doutora, Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Rio Paranaíba. E-mail: gabriela.peixoto@ufv.br

Downloads

Publicado

2020-02-21