O IPTU VERDE: UMA ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PARA A CIDADE DE VOLTA REDONDA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e42020864-883

Palavras-chave:

IPTU Verde, ICMS Ecológico, Desenvolvimento Sustentável

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a política extrafiscal do IPTU Verde como uma estratégia de desenvolvimento sustentável para a cidade de Volta Redonda, localizada na região Sul Fluminense, do estado do Rio de Janeiro. Para isso foi evidenciado o aproveitamento do ICMS Ecológico como forma de aumentar a receita municipal e também um estudo comparativo de outras leis já vigentes no Brasil com a proposta de uma revisão e adequação da Lei Municipal nº 4.948/2013, que até então só possuía um beneficiário. Os resultados apontam que a cidade de Volta Redonda possui potencial para tornar essa ideia possível desde que haja um engajamento e transparência da administração pública e uma consciência cidadã. 

Biografia do Autor

Pedro Paulo Souza da Silva, Universidade Federal Fluminense - UFF-VR

Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal Fluminense - UFF-VR

Mariana Pereira Bonfim, Universidade Federal Fluminense - UFF-VR

Doutora em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília - UnB

Professora do Departamento de Contbailidade da Universidade Federal Fluminense - UFF-VR

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Estudos de Caso