A evolução do saneamento básico na história e o debate de sua privatização no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29293/rdfg.v7i02.292

Palavras-chave:

Saneamento básico; saúde; privatização

Resumo

O propósito deste artigo é analisar a importância do saneamento básico para o ser humano, bem como seu desenvolvimento ao longo dos séculos. Foi investigada a história da luta do homem por água potável e sua preocupação com o saneamento básico, desde as civilizações antigas, passando pela Idade Média e Contemporânea, dando ênfase no saneamento básico na história do Brasil. O estudo do saneamento básico no Brasil se inicia desde seu período de colônia, estudando todos os fatos que contribuíram para o desenvolvimento de leis e órgãos responsáveis pela saúde e saneamento básico em nosso país. O método utilizado é o dedutivo, por meio de investigação doutrinária e legal. No decorrer do artigo, após a análise histórica, busca-se conceituar o que é saneamento básico nos dias de hoje, bem como expor a atual legislação. A importância deste estudo se dá no fato de que ao estudar a história e ter ciências dos problemas que a falta de saneamento básico já gerou na humanidade, nos alerta para investigar como estão as políticas de saneamento básico nos nossos dias.

Biografia do Autor

  • Larissa dos Reis Nunes, Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), Engenheiro Coelho, SP, Brasil.

    Mestra em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba. Especialista em Direito Civil e Processual Civil pela METROCAMP. Possui graduação em Direito pelo Grupo IBMEC (2015).

  • Rafhael Rodrigo Licheski Diaz, Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), Engenheiro Coelho, SP, Brasil.

    Graduando em Direito pela UNASP.

Publicado

2020-12-17

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

A evolução do saneamento básico na história e o debate de sua privatização no Brasil. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, Guanambi, v. 7, n. 02, p. e292, 2020. DOI: 10.29293/rdfg.v7i02.292. Disponível em: https://portaldeperiodicos.animaeducacao.com.br/index.php/RDFG/article/view/13947.. Acesso em: 14 jul. 2024.