AMBIENTALIZAÇÃO DAS RELAÇÕES SOCIAIS ENTRE ESCOLA E UNIVERSIDADE: O ESTADO DA QUESTÃO

Autores

  • Danielle Monteiro Behrend Universidade Federal do Rio Grande
  • Cláudia da Silva Cousin Universidade Federal do Rio Grande
  • Maria do Carmo Galiazzi Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v13e23201953-70

Palavras-chave:

Ambientalização. Estágios Curriculares Supervisionados. Relações sociais.

Resumo

Este artigo apresenta o Estado da Questão-EQ para a compreensão do termo Ambientalização. A investigação foi realizada para subsidiar uma pesquisa de doutorado em desenvolvimento.  Exibe a produção e a análise das informações do EQ respaldadas na pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológico-hermenêutica. Compreende que a Ambientalização das relações sociais entre a escola de Educação Básica e a universidade, no contexto dos Estágios Curriculares Supervisionados, reconhece a primeira como lugar de construção do saber docente ao estabelecer relações horizontais entre universidade e escola.

Biografia do Autor

Danielle Monteiro Behrend, Universidade Federal do Rio Grande

outoranda em Educação Ambiental pelo Programa de Pós-graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (PPGEA/FURG), Mestre em Educação Ambiental. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional, Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Possui experiência na Educação básica como docente na Educação Infantil e nos Anos Iniciais. Atualmente é Professora Assistente no Instituto de Educação da Universidade Federal do Rio Grande-FURG na área de Didática, Metodologias de Ensino e Estágio Supervisionado.

Cláudia da Silva Cousin, Universidade Federal do Rio Grande

Doutora em Educação Ambiental pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) na linha de pesquisa Educação Ambiental: Ensino e Formação de Educadores (2010); Mestre em Educação Ambiental pela FURG (2004); Especialista em Desenvolvimento e Gerenciamento de Sistemas de Informação em Ciência e Tecnologia pela FURG (2001) e graduada em Geografia - Licenciatura Plena pela FURG (1995). Professora Associada e Pesquisadora do Instituto de Educação da FURG. Líder do Grupo de Pesquisa CIPEA - Ciranda Interdisciplinar de Pesquisa em Educação e Ambiente devidamente certificado pelo CNPq. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Comunidade Aprendente em Educação Ambiental, Ciências e Matemática - CEAMECIM e do Laboratório de Pesquisa e Ensino de Geografia - LAPEG. Integra a Rede Sul Americana de Educação Ambiental - REASUL. Docente do Programa de Pós-graduação em Educação Ambiental - PPGEA e do curso de Licenciatura em Geografia. Tem experiência e desenvolve pesquisas nas área da Educação Ambiental e no Ensino de Geografia, com os seguintes temas: Formação de Professores, Estágios Curriculares Supervisionados, Ensino de Geografia e Pertencimento. Coordenadora o núcleo multidisciplinar História/Geografia do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência - PIBID da FURG.

Maria do Carmo Galiazzi, Universidade Federal do Rio Grande

Professora titular aposentada na Universidade Federal do Rio Grande. Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2000) com tese sobre o educar pela pesquisa na formação de professores de Ciências. graduação em Licenciatura em Ciências - Habilitação Química pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1990), bacharel em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1979). Atuou como professora na Educação Básica no Ensino de Ciências e no Ensino Superior na Escola de Química e Alimentos nas disciplinas básicas de Química Geral, Química Orgânica, Estágios e Educação Química e no programas de pós Graduação em Educação Ambiental. Coordenou o Programa Institucional de Incentivo a Docência de 2008 a 2017. Atualmente professora voluntária atua no Programa de Pós-graduação de Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde com projetos de pesquisa relativos à formação de professores de Ciências, principalmente nos temas: educar pela pesquisa, formação de professores, educação química, educação em ciências, experimentação em sala de aula. A linha de pesquisa a que pertence é formação de professores e pesquisa a contribuição da pesquisa na formação de professores assumindo a escrita como dispositivo fenomenológico-hermenêutico da pesquisa produzida em rodas de formação que investigam a escola e com isso promovem a formação de professores e o desenvolvimento curricular na educação básica e na universidade. Desenvolve a metodologia de Análise Textual Discursiva com co-autoria com Prof. Roque Moraes (in memoriam). Traduz Gordon Wells por sua contribuição para o ensino de Ciências. Na graduação atua no curso de Licenciatura em Ciências EaD. Desenvolve o projeto de extensão Cirandar: rodas de investigação desde a escola.

Downloads

Publicado

2019-09-11

Edição

Seção

Dossiê Temático