SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS E FRACTAIS: UMA CONEXÃO POSSÍVEL?

Autores

  • José Carlos Pinto Leivas Centro Universitário Franciscano de Santa Maria Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Matemática
  • Bárbara Regina da Silveira Batista

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v14e252020221-236

Palavras-chave:

Sequências numéricas, Fractal Floco de Neve de Koch, Cálculo, Investigação matemática.

Resumo

Este artigo é um fragmento de uma pesquisa de mestrado, de cunho qualitativo, que teve por objetivo investigar quais as contribuições do uso de representação de fractais, quando utilizada para introdução de sequências numéricas, podem ser obtidas com licenciandos em Matemática. O fragmento aqui apresentado constitui-se da análise de um projeto piloto, desenvolvido em uma oficina, com três professores universitários, a fim de vislumbrar erros e acertos antes de sua aplicação aos licenciandos. Foi aplicado um questionário inicial aos professores para identificar sua formação, concluindo-se que todos têm formação em Matemática, dois atuam no Cálculo e um na Educação Básica. A construção do fractal Floco de Neve de Koch, com atividades envolvendo sequências numéricas, áreas e perímetros, permitiu concluir que é possível utilizar tal construção para introduzir o assunto nas disciplinas de Cálculo, de forma incentivadora.

.

Biografia do Autor

José Carlos Pinto Leivas, Centro Universitário Franciscano de Santa Maria Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Matemática

Licenciado em Matemárica pela UCPEL

Especialista em Análise Matemática pela UFPEL

Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela UFSC

Doutor em Educação (Matemática) pela UFPR

Prof. do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da UNIFRA

Prof. Titular aposentado da FURG

Coordenador do GT4 - Ensino Superior da SBEM

Editor da Revista Vidya

Lider do GEPGEO - Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geometria

Bárbara Regina da Silveira Batista

Mestre em Ensino de Matemática pela UNIFRA

Downloads

Publicado

2020-08-26

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua