ORALIDADE, LEITURA E ESCRITA: UMA RELAÇÃO DESIGUAL NA ESCOLA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v15e27202119-31

Palavras-chave:

Oralidade, Leitura, Escrita, Escola.

Resumo

Neste artigo pretendemos refletir sobre a relação, na escola, entre distintos domínios da língua materna: oralidade, leitura e escrita. A relação entre estes três domínios privilegia o entendimento de que a oralidade estaria apenas ao serviço da aprendizagem da leitura e da escrita, relegando-se, para um segundo plano, o ensino e a aprendizagem destas competências do modo oral. Tendo como base os documentos curriculares oficiais portugueses e a literatura produzida sobre esta questão, os nossos objetivos, para este artigo, são compreender como os domínios da oralidade, da leitura e da escrita se articulam naqueles documentos e refletir sobre a necessidade e a urgência de se compreender que o ensino e a aprendizagem da oralidade carece de espaço, tempo e trabalho planificado, objetivo e eficaz, para que se promova o seu desenvolvimento nas crianças.

Downloads

Publicado

2021-08-13

Edição

Seção

Dossiê Temático