ARBORIZAÇÃO X EA NAS ESCOLAS ESTADUAIS NO MUNICÍPIO DE CANTO DO BURITI - PI: ANÁLISE QUALI-QUANTITATIVA NA VISÃO DOCENTE E DISCENTE

Autores

  • Lorran André Moraes UEMA
  • Nívea Maria Macedo de Aguiar Professora do Estado do Piauí
  • Maria de Fátima Veras UESPI
  • Leilson Alves dos santos UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v8e1201999-126

Palavras-chave:

Escolas Estaduais, arborização escolar, Educação Ambiental.

Resumo

A arborização em escolas é de fundamental importância tanto para proporcionar melhorias no ambiente de estudo, quanto para conscientizar os alunos da importância da preservação ambiental. O presente trabalho propôs levantar quali-quantitativamente a arborização das escolas estaduais no município de Canto do Buriti–PI, bem como avaliar o conhecimento que os estudantes e professores têm a respeito da arborização escolar, analisando ainda o grau de conhecimento dos mesmos sobre Educação Ambiental. A metodologia utilizada foi à pesquisa bibliográfica e de campo, sobre informações do objeto de estudo. Os alunos e professores das escolas responderam a um questionário semi-estruturado, contendo algumas indagações. Em seguida foram identificadas as árvores presentes em cada escola. Constatamos que a vegetação das escolas é composta por 23 indivíduos, as espécies identificadas ficaram distribuídas em 6 famílias, 6 gêneros e 6 espécies. Nesta pesquisa, grande parte dos alunos das escolas mostra não ter conhecimento satisfatório em relação à Arborização Escolar e Educação Ambiental, embora um pequeno número de adolescentes evidencie, de forma significativa, um bom nível de conhecimento. Desta maneira, faz-se indispensável à implantação de medidas educativas como campanhas de conscientização Ambiental, bem como, perspectivas de realização de medidas interventivas de divulgação, como palestras.

 

Biografia do Autor

Lorran André Moraes, UEMA

Doutorando em Meio Ambiente e Desenvolvimento -UFPI. Mestre em Biodiversidade, Ambiente e Saúde - UEMA. Bi - graduado em Ciências Biológicas UFPI, Universidade Federal do Piauí / UESPI, Universidade Estadual do Piauí. Mestrando em Biodiversidade, Meio Ambiente e Saúde - (CESC/UEMA). Especialista em Gestão Ambiental - (UESPI). Especialista em Educação Ambiental - (UESPI). Especialista em Biodiversidade e Conservação - (UESPI). Especialista em Gestão, Supervisão e Docência do Ensino Superior - (FAEME). Membro do grupo de Pesquisa - NUPEMAP - Núcleo de Pesquisa em Meio Ambiente e Paisagismo - (UESPI). E-mail - lorranbio@hotmail.com

Nívea Maria Macedo de Aguiar, Professora do Estado do Piauí

Licenciada em Ciências Biológicas -UESPI. Pós-graduada em Gestão e Educação Ambiental -UESPI.  Professora da Secretaria de Estado do Piauí.

Maria de Fátima Veras, UESPI

Bióloga. Dr. em Geografia. Professora assistente IV da Universidade Estadual do Piauí -UESPI

Leilson Alves dos santos, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - UFMG

Geógrafo docente, especialista em Gestão Ambiental, Mestre em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais IGC-UFMG. Professor do curso de Geografia da UEMA. leylson.santos@gmail.com

Publicado

2019-04-04

Edição

Seção

Artigos