PLANOS DE SANEAMENTO BÁSICO: SITUAÇÃO NA REGIÃO HIDROGRAFICA II DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Autores

  • Manuela Gazzoni dos Passos Unoesc
  • Geisa Percio do Prado Unoesc
  • Monica Patrícia Prestes Unoesc
  • Janete Facco UFSC

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e32017511-530

Palavras-chave:

Saneamento, Bacia hidrográfica, Recursos Hídricos.

Resumo

O presente artigo apresenta a situação dos Planos de Saneamento Básico de cada um dos 60 municípios da região hidrográfica 2 (RH2) que abrange as bacias dos Rios Chapecó e Irani, SC. A pesquisa foi realizada entre os meses de janeiro e junho de 2015 e a metodologia utilizada foi à aplicação de questionário aos responsáveis técnicos de diversas áreas da gestão municipal. Dos 60 municípios pertencentes a RH2, 75% possuem o plano de saneamento elaborado, 23% estão em fase de elaboração e 2% ainda não iniciaram os trabalhos. Destes que já possuem o plano, 87% já estão constituídos como lei municipal, embora 36% deles consideram que o Plano não está em execução.  A grande dificuldade acerca da obtenção dos recursos financeiros para a implementação das obrigatoriedades previstas no Plano Nacional de Saneamento Básico, foi citado por 68% dos municípios, o que justifica os resultados obtidos.

Biografia do Autor

Manuela Gazzoni dos Passos, Unoesc

Bióloga. Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Geisa Percio do Prado, Unoesc

Bióloga. Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Monica Patrícia Prestes, Unoesc

Bióloga. Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Janete Facco, UFSC

Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2017-11-09

Edição

Seção

Artigos