A SOCIOBIODIVERSIDADE INSERIDA NA CONTEXTUALIZAÇÃO DA APA ALGODOAL-MAIANDEUA

Autores

  • Márcia Joana Monteiro Universidade Federal Rural da Amazônia

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e220174-27

Palavras-chave:

APA Algodoal-Maiandeua, Conhecimento tradicional, Sociobiodiversidade, Produto florestal não madeireiro.

Resumo

Este texto descreve uma pesquisa envolvendo quatro comunidades, as quais constituem a Área de Proteção Ambiental Algodoal-Maiandeua, situada no município de Maracanã, região nordeste do estado do Pará. Para isto, parte-se do aspecto cultural e da valorização dos saberes tradicionais. Neste sentido, objetivou-se registrar os Produtos Florestais Não-Madereiros (PFNMs) mais utilizados pela população local.  A coleta de dados privilegiou a metodologia qualitativa, por meio da observação participante e, assim, as respostas obtidas sobre o conhecimento local associado a eles, propiciam contribuições no que concerne à gestão ambiental da unidade de conservação.

Downloads

Publicado

2017-08-01

Edição

Seção

Artigos