CONTRIBUIÇÕES DA P+L PARA A GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DAS ATIVIDADES PRODUTIVAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Autores

  • Adriana Dantas Farias UFCG
  • Henderson Ramon Dantas Medeiros UFCG
  • Lucia Santana Freitas Universidade Federal de Campina Grande -UFCG

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v4e12015366-391

Palavras-chave:

Produção mais Limpa, Gestão ambiental, Construção Civil

Resumo

O objetivo desse artigo foi analisar como os princípios de P+L podem ser incorporados nas etapas construtivas de um projeto do tipo “verde” da construção civil. A pesquisa tem caráter exploratório e descritivo, tendo como base o modelo de PP+L em Edificações, desenvolvido pelo Centro Nacional de tecnologias Limpas (SENAI/RS, 2007) que viabilizou a estruturação de um roteiro de entrevista aplicado junto aos responsáveis pelo desenvolvimento do empreendimento estudado, viabilizando a coleta dos dados primários da pesquisa. Além desses dados, foram levantados dados secundários para caracterização do processo construtivo. O tratamento dos dados ocorreu de forma qualitativa através da comparação dos princípios e da metodologia da ferramenta P+L com a prática observada nas etapas do processo construtivo do empreendimento. Como principais resultados verificou-se que no caso estudado há uma preocupação com a não geração de resíduos e/ou com a minimização desses nas etapas do processo construtivo. Essas iniciativas atendem aos princípios básicos da P+L. Todavia, ações relativas à reciclagem (interna ou externa), ao reaproveitamento externo dos resíduos gerados, e, principalmente, à forma de descarte segura dos resíduos não reaproveitados na obra são neglicenciadas nesse projeto, consistindo, portanto, em oportunidades de aplicação plena da ferramenta P+L nesse e em outros projetos da construção civil para que, de fato, apresentem resultados ambientais mais significativos.

Biografia do Autor

Adriana Dantas Farias, UFCG

Possui mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal da Paraíba (2002). Atualmente é professora assistente da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração de Logística e de Cadeias de Suprimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: competição e cooperação em redes de empresas, ferramentas de gestão ambinetal; Logística Reversa; e Eco-inovação.

Lucia Santana Freitas, Universidade Federal de Campina Grande -UFCG

Graduada em Administracão pela Universidade Federal da Paraíba (1987) e doutora em Administracão pela Universidade de Valladolid (2001). Atualmente é professora Associado I da Universidade Federal de Campina Grande. Atua nas áreas de ensino, pesquisa. Na área de ensino leciona as disciplinas Teoria das Organizações e Estratégia Empresarial na graduação, na pós-graduação, é professora colaboradora do Mestrado em Recursos Naturais, leciona a disciplina Modelos e Ferramentas de Gestão ambiental. Na área de pesquisa atua como líder do Grupo de Estudos em Estratégia e Meio Ambiente (GEEMA) e como pesquisadora no grupo de estudos Gestão, Inovação e Tecnologia /(GEGIT), nas linhas de pesquisa sobre estratégia empresarial e Modelos e Ferramentas de Gestão Ambiental. Na área administrativa já atuou Coordenadora de Pós-Graduação da Unidade Acadêmica de Administração e Contabilidade da UFCG e do curso de Especialização em Gestão Estratégica de Pequenas e Médias Empresas.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Edição

Seção

Estudos de Caso