A questão digital

o impacto da inteligência artificial no Direito

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29293/rdfg.v6i02.259

Palavras-chave:

Direito Digital. Inteligência Artificial. Cyborg. Produção e Aplicação do Direito

Resumo

O presente artigo expõe uma abordagem diversa à hodierna forma de operação do direito brasileiro, sob as lentes da Inteligência Artificial. Para tanto, busca demonstrar por método indutivo que este viés é capaz de fornecer instrumental necessário para ampliação da produtividade e qualidade do sistema jurídico. Sob abordagem transdisciplinar, versa-se sobre as incapacidades e o despreparo do profissional do direito –incólume frente à revolução 4.0, marcada pela convergência e sinergia entre os diversos ramos da tecnologia. Por meio de revisão bibliográfica, o artigo evidencia que o uso da inteligência artificial possibilita a maximização da capacidade cognitiva, facilitando, também, o caminho decisório, de modo a evitar o trabalho manual e repetitivo, debatendo até que ponto é possível a utilização do mecanismo em auxílio às decisões humanas. Nesse ínterim, evidencia a urgência de se pensar novas estratégias de apontamento da visão digital, bem como de adaptar tanto o operador do direito quanto a própria sistemática, às novas tecnologias de inteligência artificial. A relevância da temática evidencia-se ante a repercussão transnacional das inovações tecnológicas, bem como ao impacto social desta tecnologia ao direito como um todo.

Biografia do Autor

  • Alexandre Morais da Rosa, Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Florianópolis, SC, Brasil.

    Doutor em Direito (UFPR), Juiz de Direito (TJSC) e Professor Universitário (UNIVALI e UFSC).

Publicado

2019-09-26

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

A questão digital: o impacto da inteligência artificial no Direito. Revista de Direito da Faculdade Guanambi, Guanambi, v. 6, n. 02, p. e259, 2019. DOI: 10.29293/rdfg.v6i02.259. Disponível em: https://portaldeperiodicos.animaeducacao.com.br/index.php/RDFG/article/view/13928.. Acesso em: 25 jun. 2024.