O CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DO IFPB NO CENÁRIO DA EXPANSÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL E OS DESAFIOS PARA UMA FORMAÇÃO HUMANÍSTICA

Autores

  • Francisco das Chagas Silva Souza INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE - IFRN
  • Silvia Helena dos Santos Costa e Silva INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA - IFPB.

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v9e162015280-296

Palavras-chave:

Educação Superior, Ensino de engenharia, Formação profissional, Currículo.

Resumo

Este artigo se situa no campo de estudo das políticas para a Educação Superior, tendo como enfoque o Curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica no IFPB, Campus João Pessoa. Dois objetivos orientam a discussão: investigar a criação desse curso, em 2007, tomando como referências as políticas voltadas para a educação no início deste século; e analisar o projeto pedagógico desse curso, tendo como base as discussões sobre a necessidade de um enfoque humanístico na formação do engenheiro para o século XXI. Por meio de pesquisas bibliográfica e documental, constatamos que a matriz curricular do curso de Engenharia Elétrica do IFPB tem pouquíssima abertura às ciências humanas, apesar de no projeto pedagógico desse curso estar manifesto o seu compromisso em formar um engenheiro com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva.

 

Biografia do Autor

Francisco das Chagas Silva Souza, INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE - IFRN

DOUTOR EM EDUCAÇÃO (UFRN)

PROFESSOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL (PPGEP-IFRN).

Silvia Helena dos Santos Costa e Silva, INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA - IFPB.

LICENCIADA EM PEDAGOGIA. SUPERVISORA PEDAGÓGICA DO IFPB, CAMPUS JOÃO PESSOA.

MESTRE EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL (PPGEP-IFRN)

Downloads

Publicado

2015-12-17