ANÁLISE DE MÉTODOS DE INTEGRAÇÃO ENTRE BIM E SIMULAÇÃO TERMO ENERGÉTICA DE EDIFICAÇÕES MILITARES

Autores

  • Breno Pontes Pimentel Mayara Dias de Souza³ 1 Engenheiro de Fortificação e Construção pelo Instituto Militar de Engenharia e aluno de Mestrado no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.
  • Andréa Teresa Riccio Barbosa Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.
  • Mayara Dias de Souza Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. E-mail:

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020125-146

Palavras-chave:

Eficiência energética. ENCE, RTQ-C. Programa Brasileiro de Etiquetagem. BIM.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar métodos de integração da plataforma Building information Modeling (BIM) no processo de simulação termo energética de edificações militares, para obtenção de Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) pelo Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações (RTQ-C). A justificativa se dá pelo fato de o Exército Brasileiro (EB) ser obrigado a obter ENCE Nível “A” e a utilizar BIM em seus projetos, conformes normativas e leis brasileiras expressas no trabalho. Primeiro, buscou-se utilizar o Autodesk Revit para realizar a simulação, que é o software adotado pelo EB para elaboração de projetos em BIM, mais especificamente os plug-ins Energy Analysis e Green Building Studio. Devido a limitações encontradas, uma segunda fase procurou maneiras de fazer interoperabilidade entre Autodesk Revit e softwares de simulação, como o EnergyPlus, o Integrated Environmental Solutions Virtual Environment (IES-VE) e o DesignBuilder. Dentre essas opções, concluiu-se que o uso do Revit interoperável com DesignBuilder é mais adequado à análise de projetos do EB. Por fim, foi explicado como se dá a interoperabilidade entre esses dois últimos softwares e como se processará a simulação para obtenção de ENCE.

Biografia do Autor

Breno Pontes Pimentel, Mayara Dias de Souza³ 1 Engenheiro de Fortificação e Construção pelo Instituto Militar de Engenharia e aluno de Mestrado no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Engenheiro de Fortificação e Construção pelo Instituto Militar de Engenharia e aluno de Mestrado no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. E-mail: brenopontespimentel@gmail.com

 

 

Andréa Teresa Riccio Barbosa, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Engenheira Eletricista, Dra., Professora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Curso de Mestrado Profissional da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. E-mail: andrea.barbosa@ufms.br

Mayara Dias de Souza, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. E-mail:

Arquiteta, Dra., Professora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Eficiência Energética e Sustentabilidade – Curso de Mestrado Profissional da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. E-mail:dias_mayara@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2020-02-21