ANÁLISE DO INVESTIMENTO AMBIENTAL EM SACOLAS BIODEGRADÁVEIS E REUTILIZÁVEIS COMO ESTRATÉGIA DE DIFERENCIAÇÃO

Autores

  • Eliane Jacqueline de Souza Guilhen Unioeste
  • Carlos Rogério Rodrigues Silva Unioeste
  • Geysler Rogis Flor Bertolini Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e32017713-732

Palavras-chave:

Diferenciação da imagem, sustentabilidade, ecodesign, embalagem.

Resumo

O presente artigo procura investigar a análise do investimento ambiental em sacolas biodegradáveis e reutilizáveis como estratégia de diferenciação de uma padaria localizada em Cascavel, Paraná. A pesquisa exploratória teve como instrumento de coleta de dados um questionário de perguntas fechadas com amostra probabilística aleatória simples com 329 respondentes de uma população de 2.200 clientes, entrevistados logo após a compra. O instrumento de pesquisa procurou identificar a percepção quanto as atitudes ambientalmente responsáveis, a importância para embalagens biodegradáveis e sacolas retornáveis e também quanto ao valor que o respondente estaria disposto a pagar por uma sacola ecologicamente correta. Os dados foram analisados segundo o modelo desenvolvido por Bertolini, Rojo e Lezana (2012), para avaliação de investimentos ambientais. Os resultados foram no sentido da viabilidade da mudança por sacolas reutilizáveis com incentivo de desconto nas compras realizadas.

Biografia do Autor

Eliane Jacqueline de Souza Guilhen, Unioeste

Aluna do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste.

Carlos Rogério Rodrigues Silva, Unioeste

Aluno do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste.

Geysler Rogis Flor Bertolini, Unioeste

Docente do Mestrado Profissional em Administração e do Mestrado em Desenvolvimento Rural Sustentável da Unioeste. Doutor em Engenharia de Produção. Docente do curso de Administração. Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste. 

Downloads

Publicado

2017-11-09

Edição

Seção

Estudos de Caso