PERSPECTIVAS E ANÁLISE DO QUADRO ENERGÉTICO FUTURO DO SHALE GAS NO BRASIL

Autores

  • Luana Gabriela Lenhard Universidade Federal do Paraná
  • Helena Leal Rokembach Universidade Federal do Paraná
  • Carlos H. Coimbra-Araújo Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v4e02015431-443

Palavras-chave:

Energia, Fraturamento hidráulico, Combustíveis fósseis, Meio Ambiente

Resumo

Apesar de programas de incentivo ao etanol combustível, usinas hidrelétricas e ao intensivo uso da biomassa tradicional, a base da matriz energética brasileira tem se tornado cada vez mais dependente de fontes fósseis. Nesse sentido, o presente trabalho faz uma análise do atual quadro energético do Brasil, dando maior destaque a uma fonte energética fóssil usada já há alguns anos: o gás natural. Novos métodos para a sua extração, como o fraturamento hidráulico, disponibilizam essa commodity com maior facilidade podendo ganhar força no mercado de energia. No entanto, este método, em particular, deixa algumas dúvidas quanto a seu impacto ambiental e à saúde humana, pois os fluidos injetados a alta pressão sob o subsolo, criando canais no interior da rocha para a extração do gás, podem escoar para as águas subterrâneas e possibilitar que outros gases presentes neste solo, como o metano, comprometa a qualidade da água, do solo e da atmosfera. Em contraponto, serão analisados cenários futuros, em que o Brasil deverá criar condições para a rápida expansão de oferta e implantação do processo de diversificação da matriz energética, fundamental para o posicionamento estratégico perante o panorama energético mundial, visto que o Brasil tem potencial para intensificação do uso de fontes renováveis, seja solar, eólica ou biomassa.

Biografia do Autor

Luana Gabriela Lenhard, Universidade Federal do Paraná

Mestranda de Pós Graduação em Meio ambiente e Desenvolvimento, Universidade Federal do Paraná

Helena Leal Rokembach, Universidade Federal do Paraná

Mestranda de Pós Graduação em Meio ambiente e Desenvolvimento, Universidade Federal do Paraná

Carlos H. Coimbra-Araújo, Universidade Federal do Paraná

Professor Adjunto da Pós Graduação em Meio ambiente e Desenvolvimento, Universidade Federal do Paraná, Curitiba

Downloads

Publicado

2015-12-16

Edição

Seção

Artigos