ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA E AMBIENTAL DO ASFALTO-BORRACHA EM RELAÇÃO AOS PAVIMENTOS DO TIPO TSD E CBUQ

Autores

  • Kelly Cristina Ribeiro de Carvalho Centro Universitário de Anápolis
  • Ricardo Fernandes Pains de Almeida Centro Universitário de Anápolis
  • Vilson Dalla Libera Junior Centro Universitário de Anápolis http://orcid.org/0000-0001-5557-7331

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e32020829-846

Palavras-chave:

Asfalto-Borracha. Pavimento. Viabilidade. Sustentabilidade.

Resumo

Atualmente a pavimentação asfáltica tem sofrido amplos desgastes devido ao tráfego. Diversas pesquisas e tecnologias tem se desenvolvido, solucionando os problemas do asfalto e avançando também em melhorias ligadas ao meio ambiente. Neste contexto, o asfalto borracha surge como uma nova tecnologia, mais resistente às patologias comumente observadas em pavimentos flexíveis. O presente trabalho teve como objetivo estudar a viabilidade econômica e ambiental do asfalto-borracha em relação aos asfaltos convencionais. Inicialmente foi realizado um levantamento de licitações que empregassem os tipos de pavimentos do estudo. A partir destes dados, foi possível construir tabelas e gráficos com demonstrativos de custos por serviços isolados. Foi realizado também o levantamento das principais vantagens econômicas e benefícios gerados para o meio ambiente. A partir dos valores encontrados foi construída uma tabela que descreve o custo unitário de cada serviço e material dos pavimentos. A análise do custo da produção do subleito apontou que o mesmo apresentou um único valor para os três pavimentos. Na camada de rolamento observou-se uma maior diferença no valor unitário relacionado ao custo de fabricação do revestimento. Entre os revestimentos, o pavimento de borracha apresenta maior valor devido ao processo de fabricação, onde existe a necessidade de passar os pneus inservíveis por um processo de transformação. De acordo com os resultados obtidos foi possível concluir que a viabilidade da pavimentação com asfalto borracha é tecnicamente positiva, ecologicamente correta e economicamente viável levando em consideração os benefícios ambientais e o custo benefício em longo prazo.

Biografia do Autor

Kelly Cristina Ribeiro de Carvalho, Centro Universitário de Anápolis

Engenheira Civil, graduada pelo Centro universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA, Campus Ceres.

Ricardo Fernandes Pains de Almeida, Centro Universitário de Anápolis

Engenheiro Civil, graduado pelo Centro universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA, Campus Ceres. Trabalha desde 2016 na área de pavimentação asfáltica.

Vilson Dalla Libera Junior, Centro Universitário de Anápolis

Possui graduação em Engenharia Civil pelo Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA (2016) e mestrado acadêmico em Integridade de Materiais da Engenharia pela Universidade de Brasília - UnB (2019), atuando na linha de pesquisa de Materiais Estruturais e Biomateriais. Trabalhou como estagiário na empresa Concreto Redimix do Brasil SA desenvolvendo projetos e relatórios de controle técnico e estatístico do concreto (2015/2016). Atualmente é professor e membro do NDE no curso de Engenharia Civil do Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA, Campus Ceres - GO. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Materiais, Componentes de Construção e Estruturas de Concreto.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Edição

Seção

Estudos de Caso