GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM EMPREENDIMENTOS COMERCIAIS URBANOS E POTENCIALIDADE DE USO ENERGÉTICO.

Autores

  • Alan Noda Jesus Faculdades Metropolitanas Unidas
  • Joyce Barboza Silva Faculdades Metropolitanas Unidas
  • Marco Aurelio Gattamorta Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e42020464-483

Palavras-chave:

Biogás, Metano, Resíduos, Empreendimentos

Resumo

A implantação de programas de gerenciamento de resíduos sólidos em grandes centros comerciais urbanos vem evoluindo significativamente e, em função disto, a demanda por soluções diversificadas na cadeia de resíduos mostra-se necessária, particularmente com relação a redução da logística de transporte para os aterros sanitários, que podem implicar em redução de custos para tratamento destes resíduos, particularmente para aqueles capazes de serem transformados em biogás e energia. Através da implantação do PGRS em um shopping center na cidade de São Paulo, este estudo demonstrou, até o momento, que o local analisado gerou 59.398 kg de resíduos orgânicos em 5 meses e, através do modelo empírico School Canyon foi possível estimar uma quantidade máxima de 3.517,53 m3/ano de gás metano gerado, se este resíduo passasse pelo processo de biodigestão, podendo gerar 35,07 MWh/ano de energia elétrica para o empreendimento. Os resultados apontam que a quantidade de metano gerada não é viável para a implantação de sistemas de geração de energia elétrica in loco para o empreendimento estudado devido seu alto consumo de eletricidade, acarretando assim que o resultado obtido não fosse significativo se comparado seu consumo geral do empreendimento, entretanto, pode ser uma alternativa de tratamento de resíduos orgânicos, e gerar assim, economia para o empreendimento, já que o transporte e a tonelada destes resíduos geram custos, e, além disso, o biogás gerado pelo processo de biodigestão por apresentar um poder calorífico de 29.899.005 Kcal/ano poderia ser utilizado para o aproveitamento no local, particularmente como gás de cozinha para os restaurantes do empreendimento.

Biografia do Autor

Alan Noda Jesus, Faculdades Metropolitanas Unidas

Sustentabilidade, Engenharia Ambiental e Sanitária

Joyce Barboza Silva, Faculdades Metropolitanas Unidas

Sustentabilidade, Engenharia Ambiental e Sanitária

Marco Aurelio Gattamorta, Universidade de São Paulo

Sustentabilidade, Biologia

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Artigos