COMPARAÇÃO DO DISCLOSURE VOLUNTÁRIO SOCIOAMBIENTAL DAS MAIORES EMPRESAS DO

Autores

  • José Alexandre dos Santos Centro Universitário UNIGRAN Capital
  • Rosamaria Cox Moura-Leite Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Matheus Wemerson Gomes Pereira Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Marta Pagán Martínez Universidade Federal de São Carlos, Pró-Reitoria de Pós-Graduação.

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e42020248-274

Palavras-chave:

disclosure, responsabilidade social, sustentabilidade.

Resumo

 

Trata-se de um estudo comparativo do disclosure voluntário socioambiental das maiores empresas do agronegócio brasileiro por segmentos. Esse artigo demonstra o nível de qualidade das evidenciações de responsabilidade social das empresas do agronegócio. A pesquisa contou com uma amostra de 151 empresas, dentre as 400, maiores e melhores do ano de 2017, eleitas pela revista Exame. Utilizou-se a análise de conteúdo dos relatórios anuais, de sustentabilidade, de responsabilidade social, ou informações disponibilizadas nos sites web das empresas, e a fim de reduzir a superestimação que ocorre na contagem de palavras foi utilizada uma escala Likert de cinco pontos. O constructo utilizado conta com as categorias, ambiental, recursos humanos, produto e consumidor e envolvimento comunitário. Para comparação são apresentadas as médias por segmento. As análises demonstram que o meio de divulgação mais utilizado pelas empresas é a informação no site web da empresa (55,6%), o segmento com maior número de empresas que divulgam informações socioambientais é o de açúcar e álcool (18,54%), mas com pouca discussão sobre a temática socioambiental. Os segmentos que divulgam informações socioambientais com maior qualidade e discussão mais detalhada são os de madeira e celulose, carne bovina, fruticultura e máquinas e equipamentos.

Biografia do Autor

José Alexandre dos Santos, Centro Universitário UNIGRAN Capital

Doutorando em Administração (UFMS), Mestre em Administração (UFMS). Especialista em Educação à Distância (SENAC). Graduado em Administração (UFMS). Atuei como Chefe da Divisão de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (MS). Atualmente sou Professor Universitário e Coordenador de Pós-Graduação do Centro Universitário UNIGRAN Capital. Meus interesses de pesquisa são em sustentabilidade, responsabilidade socioambiental e educação.

Rosamaria Cox Moura-Leite, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Administração pela Universidade de Salamanca/Espanha. Mestrado Profissional em Desarrollo Local Sostenible y Economía Social - Interuniversitário Universidade de Huelva/Espanha - Bordeaux/França. MBA em Agronegocios pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Graduação em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina.É avaliadora de artigos em periódicos e eventos nacionais e internacionais. Atualmente é Professora Adjunta II da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Escola Superior de Administração e Negócios. Docente do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGAD) e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC). Pesquisa principalmente nos seguintes temas: Responsabilidade Social; Disclosure Voluntário; Economia Social; Indicadores de desempenho socioambiental.

 

Matheus Wemerson Gomes Pereira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (2011), Mestre em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (2008) e bacharel em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2005). Integrante do Projeto de Análise de Equilíbrio Geral da Economia brasileira (PAEG). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, atua no curso de Ciências Econômicas e nos Programas de Pós-Graduação em Administração (PPGAD-UFMS) e Ciências Contábeis (PPGCC-UFMS). Pesquisa principalmente nos seguintes temas: métodos quantitativos, modelos de equilíbrio geral computáveis, econometria, análise estatística multivariada, economia internacional, política agrícola, monetária e tributária.

Marta Pagán Martínez, Universidade Federal de São Carlos, Pró-Reitoria de Pós-Graduação.

Atualmente sou Professora Visitante na Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, São Carlos, SP, Brasil. Pós-Doutorado junto ao programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Escola de Administração e Negócios - Esan, Campo Grande, MS, Brasil. Pós-Doutorado junto ao programa de Pós-graduação em Agronegócio e Desenvolvimento da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - FCE/UNESP, Tupã, SP, Brasil. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Democracia e Gestão Social da UNESP/Tupã. Doutora em Técnicas e Métodos Atuais em Informação e Documentação com Sobresaliente "Cum Laude" pela Universidade de Murcia (TIC, Alfabetização Informacional, e-Administração, qualidade y acessibilidade web); Grupo de Investigação: Tecnologias da Informação. Câmpus de Espinardo, Murcia, Espanha com experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Ciência da Informação. Mestrado em Humanidades Digitais: Gestão de conteúdos Digitais e Gestão do Património cultural digital (Gestão do Conhecimento e Novas Tecnologias) pela Universidade de Castilla-La Mancha, Câmpus de Albacete, Espanha. Pós-graduação em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informação Geográfica (SIG) pela Universidade de Castilla-La Mancha, Câmpus de Albacete, Espanha. Graduação em Humanidades pela Universidade de Castilla-La Mancha, Câmpus de Albacete, Espanha. Tenho experiência na área de Ciência Informação e Ciências Humanas. Atuei na área da Ciência da Informação aplicada ao Agronegócio e Desenvolvimento (PGAD) e Administração como pesquisadora pós-doutoral, focado principalmente nos seguintes temas: Acesso a Dados; Coleta, visualização e tratamento de dados; Big Data, Open Data, Open Government, Governo eletrônico, Administração eletrônica, informações Alfabetização; Bases de Dados; Banco de Dados, Transparência Pública, Accountability, Participação do Cidadão, Redes Sociais. Atuei no setor privado como consultora de novas Tecnologias da Informação e Comunicação, e na área de Documentação (Gestão Documental). Também atuei no sector público e académico universitario como pesquisador e equipe de P&D de apoio em inovação, gestão do conhecimento, gestão de conteúdos digitais e gestão das novas tecnologias. Em minhas últimas pesquisas atuou como pesquisador sobre serviços públicos electrônicos na administração pública em Espanha.

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Artigos