A INSERÇÃO DA MATRIZ PRODUTIVA DO DENDÊ EM ÁREAS ANTROPIZADAS: ASPECTOS RELEVANTES NA PERSPECTIVA DA DIMENSÃO AMBIENTAL

Autores

  • José Ribamar Bento Silva Junior Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará - SEMAS

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e2202037-56

Palavras-chave:

Sustentabilidade, Recuperação, Degradação.

Resumo

O principal objetivo desse artigo foi analisar o uso de áreas antropizadas para implantação sustentável da matriz produtiva do dendê (Elaeis guineensis), também conhecida como palma, e sob a fundamentação teórica discutir a dinâmica do repovoamento florestal e da conectividade entre remanescentes florestais que essa prática possibilita, levando em consideração o déficit hídrico, que pode comprometer os indivíduos plantados, como importante estratégia para assegurar o seu desenvolvimento e a manutenção dos recursos naturais, bens imprescindíveis para o desenvolvimento sustentável e a qualidade ambiental. A proposta metodológica da pesquisa é de caráter documental e bibliográfico, onde foram priorizados o manual técnico agrícola, procedimentos e critérios operacionais, e uso de banco de dados geográficos disponibilizados pela empresa Biopalma. Foram consultados também livros, artigos, revistas especializadas que tratam do tema. Assim, foi constatado nesse trabalho que os efeitos positivos promovidos pela dendeicultura em áreas antropizadas precisam ser revisados, a fim de aprimorar os critérios de integração aos remanescentes florestais, gerando ganhos significativos ao promover um ambiente revegetado, além de contribuir com a configuração de práticas sustentáveis agregando valor à qualidade e serviços ambientais que estas áreas podem oferecer.

Biografia do Autor

José Ribamar Bento Silva Junior, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará - SEMAS

Secretária Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará - SEMAS/Analista de Gestão Ambiental da Diretoria de Gestão Florestal. Mestre em Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável pelo Programa de Mestrado Profissional em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais do Instituto Tecnológico Vale. MBA em Gestão Ambiental pela Fundação Getúlio Vargas. Docente convidado do Programa de Pós-graduação da Faculdade Estácio de Sá em Belém/PA. Graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia.

Downloads

Publicado

2020-07-17

Edição

Seção

Artigos