SUSTENTABILIDADE ECONÔMICO-AMBIENTAL nA PESCA ARTESANAL: um estudo de caso na praia da armação – Florianópolis/SC/Brasil

Autores

  • Tanes Kfouri Instituto Federal de Santa Catarina
  • Rogério Santos da Costa Unisul/GIPART
  • Renata Goulart Fernandes Universidade do Sul de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e22017328-350

Palavras-chave:

Sustentabilidade econômico-ambiental, Biodiversidade marinha, Pesca artesanal na comunidade da Praia da Armação/Florianópolis, Ciências Ambientais.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a sustentabilidade econômico-ambiental da comunidade pesqueira da Praia da Armação – Florianópolis/SC/Brasil, através de levantamento de dados sobre a quantidade de pescadores envolvidos, número e tipo de embarcações, e se o modelo de pesca utilizado na Praia da Armação consegue aliar sustentabilidade econômica e ecologica à localidade. A pesquisa se deu em duas frentes, uma bibliográfica e outra de levantamento de dados primários. A parte bibliográfica contemplará a discussão sobre peixes, tipos de pesca, produtos da pesca, valor do pescado, sustentabilidade econômica e ambiental. A coleta de dados primários foi organizada e realizada em torno de três sujeitos principais: a colônia de pescadores artesanais da praia da Armação em Florianópolis, a comunidade local e os restaurantes que ali se encontram. A maior constatação do trabalho é que esta atividade naquela região não se enquadra no conceito exposto de sustentabilidade econômico-ambiental, merecendo atenção de políticas públicas para que se reverta um quadro que pode resultar em degradação socioambiental no local. Ao final sugere-se ações de políticas publicas e de governança pública para a reversão ou minimização deste quadro.

Biografia do Autor

Tanes Kfouri, Instituto Federal de Santa Catarina

Graduado em Turismo com ênfase em Gastronomia, Especialista em Gestão de Empresas, ambos pela Unisul, Professor do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC/ Florianópolis.

Rogério Santos da Costa, Unisul/GIPART

Doutor em Ciências Políticas, Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação/Mestrado em Ciências Ambientais da Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul, na Linha de Pesquisa Tecnologia e Sociedade, e dos Curso de Graduação em Relações Internacionais e Economia, Coordenador do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar – GIPART.

Renata Goulart Fernandes, Universidade do Sul de Santa Catarina

Graduada em Relações Internacionais, Professora do Curso de Relações Internacionais da Unisul, Especialista em Gestão de Negócios Internacionais.

Downloads

Publicado

2017-08-01

Edição

Seção

Artigos