TRABALHO E RESÍDUOS: UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE OS CATADORES DE LIXO DE UM ATERRO CONTROLADO NA AMAZÔNIA

Autores

  • Simone Lobato Ferreira da Cruz
  • Maria de Valdivia Costa Norat Gomes
  • Claudio José Cavante Blanco

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e22017351-367

Palavras-chave:

Resíduos sólidos. Aterro de Perema. Pará. Catadores.

Resumo

Os resíduos sólidos se constituem atualmente numa das questões mais urgentes a serem resolvidas pela humanidade, pois configuram, de um modo geral, um fator de grande impacto ambiental. Entre as implicâncias sociais estão os trabalhadores que sobrevivem da catação de lixo, expostas a exclusão social e malefícios a suas condições de saúde. Este trabalho é uma pesquisa exploratória de abordagem quantitativa e qualitativa, investigando o perfil socioeconômico e condições de trabalho dos catadores do Aterro de Perema, Santarém – PA. No aterro foram entrevistados 30 catadores, através de questionário com 48 perguntas abertas e fechadas. Os resultados incluem homens, mulheres, e menores de idade trabalhando em condições precárias, com mínima utilização de equipamentos de proteção individual, ocorrência de acidentes com objetos perfuro cortantes, baixa remuneração, falta de infraestrutura e o não funcionamento efetivo da cooperativa, demonstrando que a catação é feita, geralmente, de forma individual. Campanhas educativas para a população, além do aumento de abrangência da coleta seletiva na cidade, e maior agilidade em relação à conclusão das obras do aterro, melhorariam as condições gerais dos indivíduos envolvidos neste processo.

Downloads

Publicado

2017-08-01

Edição

Seção

Artigos