EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA PRÁTICA DE ALUNOS UNIVERSITÁRIOS NAS ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Heloisa Regina Turatti Silva Universidade do Sul de Santa Catarina
  • Paola Egert Universidade do Sul de Santa Catarina -Unisul
  • Carolina Marinho Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v3e12014250-265

Palavras-chave:

Educação Ambiental, oficinas experimentais, sustentabilidade.

Resumo

Trabalhos em Educação Ambiental constituem práticas onde conteúdos dos projetos pedagógicos escolares são abordados de maneira interdisciplinar, facilitando a contextualização dos conhecimentos. A fusão da ciência e tecnologia ao ensino permite esta interdisciplinaridade, criando um espaço para discussões sobre resultados que o avanço tecnológico insustentável trouxe a sociedade. O envolvimento entre acadêmicos de engenharia e alunos de ensino fundamental em ações que insiram todos a práticas educacionais que gerem reflexões e soluções sobre tais problemas é contribuir para uma formação completa destes profissionais. A dinâmica acontece através de “Oficinas Experimentais” aplicadas com o objetivo de motivar os envolvidos para práticas e processos que permitam um desenvolvimento tecnológico sustentável. A validação é alcançada através da aplicação de questionários avaliativos aos alunos participantes. Nestes resultados percebe-se o papel desempenhado pelo trabalho no esclarecimento às crianças sobre ações a serem tomadas na tentativa de trazer soluções aos problemas ambientais presentes em sua vida.

Biografia do Autor

Heloisa Regina Turatti Silva, Universidade do Sul de Santa Catarina

Unidade academica de produção, construção e agroindustria

Paola Egert, Universidade do Sul de Santa Catarina -Unisul

Unidade academica de produção, construção e agroindustria

Downloads

Publicado

2014-05-28

Edição

Seção

Artigos