EVIDENCIAÇÃO DO CAPITAL INTELECTUAL NOS RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE EM ÉPOCA DE PRÉ-CRISE: O CASO DAS EMPRESAS DE ENERGIA ELÉTRICA LISTADAS NA BOLSA DE VALORES BRASILEIRA

Autores

  • Camila Tochetto Zanol Universidade de Caxias do Sul - UCS
  • Alex Eckert Universidade de Caxias do Sul - UCS
  • Marlei Salete Mecca Universidade de Caxias do Sul - UCS

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v10e3202156-76

Palavras-chave:

Capital Intelectual, Relatório de Sustentabilidade, Setor de Energia Elétrica, Evidenciação.

Resumo

A competitividade obriga as empresas a buscarem um diferencial para manterem-se no mercado, pois apenas máquinas, terra e capital financeiro já não são os principais
recursos de uma organização, mas sim, também o seu Capital Intelectual. Diante disso, o presente trabalho tem por objetivo verificar a evidenciação do Capital Intelectual nos relatórios de sustentabilidade de um grupo de empresas de energia elétrica listadas na BM&FBOVESPA (B3), no período que antecedeu a mais recente crise econômica brasileira. A metodologia de pesquisa foi a descritiva, que serviu de base para o estudo de caso múltiplo. Em relação a abordagem, foi tanto quantitativa
quanto qualitativa. Como resultado, verificou-se que o fato de não existir uma normatização referente à divulgação do Capital Intelectual, permite que as empresas não utilizem o termo Capital Intelectual, bem como seus componentes: Capital
Humano, Capital Estrutural e Capital do Cliente.

Biografia do Autor

Camila Tochetto Zanol, Universidade de Caxias do Sul - UCS

Bacharel em Ciências Contábeis - UCS

Alex Eckert, Universidade de Caxias do Sul - UCS

Doutor em Administração PUCRS/UCS

 

Marlei Salete Mecca, Universidade de Caxias do Sul - UCS

Doutora em Engenharia da Produção – UFSC

Downloads

Publicado

2021-09-24

Edição

Seção

Artigos