ASPECTOS GERAIS DO USO DO BIOCHAR PARA SUSTENTABILIDADE COM ÊNFASE AOS ATRIBUTOS EDÁFICOS: A REVISÃO

Autores

  • Igor Polla Marcelino UFSC
  • Arcângelo Loss
  • Marcio Antonio Nogueira Andrade

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020301-319

Palavras-chave:

Biocarvão. Digestato. Biogás. Resíduos orgânicos. Sequestro de carbono. Fertilidade do solo.

Resumo

A humanidade enfrenta crises, como a perda de fertilidade do solo, mudanças climáticas, aumento da demanda por alimentos, aumento na geração de resíduos, assim como a sua má gestão. O biochar é um material rico em carbono, produzido a partir do processo de pirólise de biomassa vegetal e, ou, animal, que vem sendo estudado e sugerido como um material apropriado para recuperação e aumento da fertilidade de solos, redução da emissão de gases efeito estufa, aumentar a produtividade das culturas, e melhorar a gestão de resíduos. Pode ainda servir para diminuição das contaminações ambientais por microrganismos patogênicos, metais pesados, pesticidas e contaminantes farmacêuticos, além de ter propriedades promissoras como filtro de água e de gases. Algumas questões do biocarvão ainda precisam ser resolvidas como o custo de implantação, o acompanhamento do processo de pirólise para evitar contaminações ambientais e concentração de alguns potenciais contaminantes do solo dependendo do material de origem. Em síntese, o biochar tem grande potencial de aplicação, por ajudar na sustentabilidade de desafios globais, por sua versatilidade de uso, proporcionar segurança sanitária, ser potencial mitigador de gases efeito estufa e por ser uma boa ferramenta para gestão de resíduos orgânicos.

 

 

 

Biografia do Autor

Igor Polla Marcelino, UFSC

 

[1] Mestrando. Universidade Federal de Santa Catarina. igorpolla@gmail.com

 

Arcângelo Loss

Pós-Doutor. Universidade Federal de Santa Catarina. arcangelo.loss@ufsc.br

Marcio Antonio Nogueira Andrade

Pós-Doutor. Universidade Federal de Santa Catarina. márcio.andrade@ufsc.br

Downloads

Publicado

2020-05-29