GESTÃO SUSTENTÁVEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: UMA ANÁLISE NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TOCANTINS

Autores

  • Nadia Becmam Lima UFT - Universidade Federal do Tocantins
  • Lia Azevedo Almeida UFT - Universidade Federal do Tocantins

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v10e1202181-102

Palavras-chave:

Gestão Sustentável, Poder Judiciário, Tribunal de Justiça do Tocantins.

Resumo

O Estado, com o objetivo de desdobrar a gestão socioambiental na Administração Pública, passou a exigir de todos os órgãos e instituições públicas a elaboração de um Plano de Gestão de Logística Sustentável, que estabeleça critérios e práticas para a promoção do desenvolvimento nacional sustentável. Não se furtando da sua obrigação, o Poder Judiciário implementou mecanismos e ferramentas de cunho obrigatório a todos os Tribunais do país em prol do efetivo cumprimento das exigências voltadas para as atividades públicas sustentáveis. Buscou-se com o presente estudo analisar a institucionalização da gestão sustentável no Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins. Adotou-se como procedimentos metodológicos, pesquisa bibliográfica, documental e aplicação de questionários à comissão socioambiental e servidores com cargos de chefia no Tribunal. Por meio dos dados coletados, averiguou-se pontos positivos no que se refere à implantação das exigências normativas impostas pelo CNJ e pontos negativos no tocante aos aspectos ligados à sensibilização e capacitação dos servidores.

Biografia do Autor

Nadia Becmam Lima, UFT - Universidade Federal do Tocantins

Mestre em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade Federal do Tocantins (Fundação Universidade Federal do Tocantins). Especialista em Direito Processual Civil e Direito Civil, com formação no magistério Superior pelo Instituto Tocantinense de Pós-Graduação (ITOP). Graduação em Direito pela Universidade de Gurupi - UNIRG. Procuradora Jurídica da Fundação/Universidade UNIRG desde 2008, exercendo o cargo de Procuradora Geral desde 2018 e advogada atuante em Direito Civil e Administrativo desde 2006.

Lia Azevedo Almeida, UFT - Universidade Federal do Tocantins

outora em Administração pela UnB (Universidade de Brasília), na linha de Administração Pública e Políticas Públicas. Mestre em Desenvolvimento Regional pela UFT (Fundação Universidade Federal do Tocantins) na linha de pesquisa de Políticas Públicas e Desenvolvimento (2012). Graduação em Relações Internacionais pela UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007). Atualmente é Professora em Regime de Dedicação Exclusiva à Docência e à Pesquisa, na Universidade Federal do Tocantins (UFT), atuando como docente no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, no Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas e no curso de graduação em Administração. Coordenadora do Grupo de Pesquisa - Gestão e Avaliação de Políticas Públicas do CNPq. Atua em pesquisas na área de Políticas Públicas atuando principalmente nos seguintes temas: análise de políticas públicas (ênfase nos modelos de policy making), teoria da complexidade e suas metodologias aplicadas a área de políticas públicas, avaliação de programas/políticas governamentais e políticas ambientais. 

Downloads

Publicado

2021-05-31

Edição

Seção

Estudos de Caso