GESTÃO POR PROCESSOS APLICADA A AÇÕES DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

Autores

  • Ayri Saraiva Rando FEC/UNICAMP
  • André Munhoz de Argollo Ferrão FEC/UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v7e02018152-165

Palavras-chave:

Defesa Civil. Gestão por Processo. Gestão de Riscos de Desastres.

Resumo

O uso de tecnologias, técnicas e ferramentas de Gerenciamento de Processos de Negócio (Business Process Management – BPM) em órgãos de Defesa Civil no mundo todo ainda é pouco difundido. Até o momento, a literatura não contempla uma visão ampla e geral de evidências que ligam iniciativas de BPM à Gestão de Riscos de Desastres e à Gestão de Desastres, o que se torna mais nítido nos órgãos de Defase Civil do Brasil. Este artigo tem como objetivo abordar tal lacuna de conhecimento a partir de um mapeamento sistemático da literatura. Procurou-se responder duas questões de pesquisa: Como aplicar as técnicas e ferramentas de BPM junto a um órgão municipal de Defesa Civil? Como a aplicação das técnicas e ferramentas de BPM poderia afetar o desempenho da Defesa Civil de Campinas? Os artigos selecionados para leitura foram classificados em quatro categorias – Tecnologias de BPM ou Sistemas de BPM (BPMS); Análise, Desenho e Modelagem de Processos; Gerenciamento de Desempenho de Processos / Avaliação; e Gestão de Desastres sem BPM. Orientações para futuras pesquisas são propostas ao final.

 

Biografia do Autor

Ayri Saraiva Rando, FEC/UNICAMP

Doutorando em Engenharia Civil (Recursos Hídricos, Energéticos e Ambientais) na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas – FEC/UNICAMP, pesquisador do Laboratório de Engenharia de Empreendimentos – Labore.

André Munhoz de Argollo Ferrão, FEC/UNICAMP

Professor Livre Docente da FEC/UNICAMP, coordenador do Labore e do Grupo de Estudos em Ordenamento Territorial, Resiliência e Sustentabilidade – GEOTRES

Downloads

Publicado

2018-08-15