IMPACTO DA APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO DE SUÍNOS NA QUALIDADE DE SOLOS DO OESTE CATARINENSE

Autores

  • Marcia Matsuoka UFRGS
  • Charline Caron UFSM
  • Joilmaro Rodrigo Pereira Rosa UFSM
  • Juliana Barden Schallemberger Universidade Federal de Santa Maria
  • Claudia Nogueira Gomes UFSM
  • Clóvis Orlando da Ros UFSM

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v8e12019540-562

Palavras-chave:

Indicadores de qualidade do solo, Resíduos agrícolas, Poluição do solo,

Resumo

Esse estudo teve como objetivo avaliar a influência da aplicação de dejeto líquido de suínos na qualidade do solo de propriedades rurais da região oeste de Santa Catarina. Em quatro propriedades rurais do município de Palmitos/SC foram coletadas amostras de dejeto líquido de suínos e de solo das áreas de mata nativa, pastagem e cultivo agrícola, com e sem aplicação de dejeto líquido de suínos. Foram analisadas as características físico-químicas do dejeto e os volumes de dejetos aplicados. No solo foram analisadas as características físicas: umidade, densidade, porosidade, macro e microporosidade, e as características químicas: macronutrientes (N, P, K, Ca e Mg), Zn, Cu, Na e Al e carbono orgânico total do solo. As características microbiológicas do solo foram avaliadas através da biomassa microbiana, respiração basal e mineralização de nitrogênio. De uma forma geral, a aplicação de dejeto líquido de suínos não interferiu nas características físicas do solo e promoveu um aumento nos teores de Zn e Na. As características microbiológicas foram influenciadas pela aplicação de dejeto líquido de suínos e pelo uso do solo, demonstrando que são boas indicadoras da qualidade do solo.

Biografia do Autor

Marcia Matsuoka, UFRGS

Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT (1996); Mestrado em Agricultura Tropical pela Universidade Federal de Mato Grosso (2001); Doutora em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2006); E-mail: marciamatsuoka@yahoo.com.br

Charline Caron, UFSM

Engenheira Ambiental e Sanitarista pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2016). E-mail: charly_michy@hotmail.com

Joilmaro Rodrigo Pereira Rosa, UFSM

Professor Associado na Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT (1996). Mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2002); Doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2006); E-mail: joilmaro@yahoo.com.br

Juliana Barden Schallemberger, Universidade Federal de Santa Maria

Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. E-mail: juli-sch@hotmail.com

Claudia Nogueira Gomes, UFSM

Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. E-mail: gomes.nogueira           @outlook.com

Clóvis Orlando da Ros, UFSM

6 Professor Associado da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM; Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (1990); Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM (1992); Doutorado em Ciência do Solo pela Universidade Federal de Santa Maria (2004); E-mail:clovisdaros@gmail.com

 

Downloads

Publicado

2019-04-04

Edição

Seção

Artigos