ANÁLISE DE BALNEABILIDADE NA PRAIA DE CAMBURI - SÃO SEBASTIÃO – SP: E POSSÍVEIS INFLUÊNCIAS

Autores

  • Luccas Henrique Gomes Rigueiral Universidade de Mogi das Cruzes.

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v7e22018560-571

Palavras-chave:

Água. Qualidade da água. Rio Camburi. Coliformes fecais. Poluição

Resumo

A balneabilidade é a qualidade da água para contato primário, onde existe a possibilidade da ingestão de água. A praia de Camburi possui um quilômetro de extensão e o deságue do Rio Camburi se dá em seu canto esquerdo. O objetivo foi avaliar a balneabilidade na Praia de Camburi, verificando os fatores influentes. Foram estabelecidos 4 pontos de amostragem ao longo da praia, em média uma vez ao mês, de abril a setembro de 2014, o material foi analisado pela técnica dos Tubos Múltiplos e qualificado através da CONAMA nº 274/2000, utilizando Escherichia coli como indicadora. A água apresentou um aumento de 15 vezes na média de coliformes fecais do canto direito para o esquerdo, confirmando a influência negativa do Rio Camburi. As fortes chuvas e o aumento demográfico demonstraram ser fatores negativos para a balneabilidade. A legislação brasileira demonstrou ter limites tolerantes, em comparação às internacionais.

Biografia do Autor

Luccas Henrique Gomes Rigueiral, Universidade de Mogi das Cruzes.

 Biólogo, Botânico. Mestre em Biotecnologia, na área de concentração de Biotecnologia aplicada a Recursos Naturais e Agronegócios. Pesquisador no Núcleo de Ciências Ambientais da Universidade de Mogi das Cruzes. E-mail: lrigueiral@hotmail.com

Downloads

Publicado

2018-04-27

Edição

Seção

Estudos de Caso