GESTÃO SOCIOAMBIENTAL NA ATIVIDADE SUINÍCOLA: ESTUDO DE CASO

Autores

  • Laline Broetto Instituto Federal de Santa Catarina
  • Cristiane Cláudia Meinerz Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e12017324-338

Palavras-chave:

Suinocultura. Legislação ambiental. Condições de trabalho.

Resumo

No setor agroindustrial brasileiro a produção de suínos vem se destacando pelo forte dinamismo e pelas mudanças tecnológicas constantes que alteram a escala de produção, porém no modelo de produção atual ainda é grande os riscos de contaminação ambiental e sobre a saúde dos trabalhadores da atividade. Sabendo que informações sobre as condições ambientais da atividade de suinocultura e as condições de trabalho dos trabalhadores da atividade são escassos, este trabalho teve como objetivo analisar do ponto de vista ambiental e social uma propriedade suinícola localizada no município de Quatro Pontes, Oeste do Paraná. O trabalho foi dividido em duas etapas e os dados foram obtidos através de observações a campo e entrevistas com o proprietário e colaboradores que trabalham na atividade. Do ponto de vista ambiental, a propriedade analisada encontra-se adequada, respeitando a legislação ambiental em sua totalidade. Em relação à segurança e à saúde do trabalhador, o uso de equipamentos de proteção individual foi um fator preocupante, pois alguns equipamentos não são utilizados com frequência. A provável causa para a propriedade analisada encontrar-se em sua totalidade respeitando a legislação ambiental e desrespeitando legislações trabalhistas deve-se ao fato de que no momento atual, fiscalizações ambientais são mais frequentes do que fiscalizações trabalhistas.

Downloads

Publicado

2017-05-10

Edição

Seção

Artigos