USO DE RESÍDUO EM CONCRETO LEVE: UMA OPÇÃO SUSTENTÁVEL

Autores

  • Eric Renã Zavitzki Schimanowski Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
  • Gabrielli Tápia de Oliveira Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
  • Diorges Carlos Lopes Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v10e020212-16

Palavras-chave:

Sílica da cinza da casca de arroz, Sustentabilidade, Argila expandida, Desempenho mecânico

Resumo

Visando a análise de materiais alternativos no concreto, em busca de maior sustentabilidade na construção civil, foram moldados corpos de prova cilíndricos de concreto leve com substituições parciais, em massa, de 30% e 70% do agregado graúdo por argila expandida (AE) realizando, também, adições de 20% de sílica da cinza da casca de arroz (SCCA) em relação à massa do aglomerante. A partir disso, tem-se como objetivo avaliar a viabilidade técnica de concretos leves com AE com e sem adições de SCCA a partir da obtenção da massa específica e resistência à compressão através de ensaios laboratoriais. Quanto à compressão os concretos leves que utilizaram SCCA obtiveram melhores resultados, entretanto, ainda inferiores ao referência.

Biografia do Autor

Eric Renã Zavitzki Schimanowski, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Graduando em Engenharia Civil. Pesquisador Bolsista do Programa de Educação Tutorial PET - Engenharia Civil.

Gabrielli Tápia de Oliveira, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Graduanda em Engenharia Civil. Pesquisadora Bolsista do Programa de Educação Tutorial PET - Engenharia Civil.

Diorges Carlos Lopes, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Mestre em Engenharia Civil. Docente da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Tutor do Programa de Educação Tutorial PET - Engenharia Civil.

Downloads

Publicado

2021-08-03