COMPETÊNCIAS DO BIBLIOTECÁRIO NO TRABALHO EM BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA: IMPLICAÇÕES DAS DIMENSÕES INTERDISCIPLINARES E DA SUBJETIVIDADE

Autores

  • Luhilda Ribeiro Silveira Universidade Federal do Maranhão
  • Ana Paula Grillo Rodrigues Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v11e020183-29

Palavras-chave:

Gestão de unidades de informação, Biblioteca universitária, Gestão de pessoas, Competência.

Resumo

Apresentam-se considerações acerca das competências do bibliotecário no trabalho em uma biblioteca universitária de uma instituição pública de ensino. Parte-se da perspectiva pautada na ação no trabalho, onde competência é considera uma ação que se expressa no contexto onde é demandada. Realizou-se pesquisa documental e pesquisa de campo, na biblioteca central do Núcleo de Bibliotecas da UFMA. A análise de dados pautou-se na análise de conteúdo, cujas categorias base foram: grupos de trabalho; situações complexas; e dimensões da competência. Destaca-se a importância da dimensão do sentido do trabalho, e da interdisciplinaridade na expressão das competências no trabalho numa biblioteca universitária e interconexões entre: saber, poder agir, e querer agir, evidenciando que competência se situa em meio à multimensionalidade que envolve a subjetividade e o contexto de trabalho.

Biografia do Autor

Luhilda Ribeiro Silveira, Universidade Federal do Maranhão

Mestre em Gestão de Unidades de Informação pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Maranhão. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Maranhão. Bibliotecária do Núcleo Integrado de Bibliotecas da Universidade Federal do Maranhão.

Ana Paula Grillo Rodrigues, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutora em Administração pela Universidade Federal da Bahia. Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina.  Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora da Escola Superior de Administração Gerencial da Universidade do Estado de Santa Catarina e professora colaboradora do Programa de Pós Graduação em Gestão da Informação da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Referências

ARAÚJO, Eliany Alvarenga; OLIVEIRA, Marlene de. A produção do conhecimento e a origem das bibliotecas. In: Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2005, p. 29-43.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BICALHO, Lucinéia Maria; OLIVEIRA, Marlene. Aspectos conceituais da multidisciplinaridade e da interdisciplinaridade e a pesquisa em ciência da informação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 16, n. 32, p. 1-26, 2011. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/viewFile/1518-2924.2011v16n32p1/19336>. Acesso em 16 fev. 2017.

BOYATZIS, Richard E. Competence and job performance. In BOYATZIS, Richard E. The competent manager: a model for effective performance. New York: John Wiley & Sons. 1982. p. 10-39.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 20 jul. 2016.

DEJOURS, Christophe. Subjetividade, trabalho e ação. Production, São Paulo , v. 14, n. 3, p. 27-34, dec. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65132004000300004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 28 fev. 2017.

FÁVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque. A Universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educar, Curitiba, n.28, p.17-36, 2006. Disponível em: <http://revistas.ufpr.br/educar/article/download/7609/5423>. Acesso em: 15 jul. 2016.

FLEURY, Maria Teresa Leme; FLEURY, Afonso. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea - RAC. v.5, Edição especial, p.183-196, 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rac/v5nspe/v5nspea10.pdf >. Acesso em 20 nov. 2015.

FLEURY, Maria Teresa Leme; FLEURY, Afonso. Em busca da competência. 2000. Disponível em: <http://www.anpad.org.br/diversos/trabalhos/EnEO/eneo_2000/2000_ ENEO24.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2016.

JAPUASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LANCMAN, Selma; UCHIDA, Seiji. Trabalho e subjetividade: o olhar da psicodinâmica do trabalho. Cadernos de Psicologia Social e do Trabalho, São Paulo, v. 6, p. 79-90, dez. 2003. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-37172003000200006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 23 ago. 2016.

LE BOTERF, Guy. Desenvolvendo a competência dos profissionais. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2003.

LE BOTERF, G. Avaliar a competência de um profissional: três dimensões a explorar. Reflexão RH, p. 60-63, 2006. Disponível em: < http://www.guyleboterf-conseil.com/Article%20evaluation%20version%20directe%20Pessoal.pdf>. Acesso em: 17 fev. 2016.

MC CLELLAND, Testing for competence rather than for "intelligence". Psychologist, v.1, january, 1973.

MORIN, Estelle. Os Sentidos do Trabalho. RAE: Revista de Administração de Empresas. v. 41, n.3, jul/set, p. 8-19, 2001.

NICOLESCU, Basarab. O Manifesto da Transdisciplinaridade. In: SOMMERMAN, Américo; MELLO, Maria F. de; BARROS, Vitória M. de. (Org.). Educação e transdisciplinaridade. São Paulo : TRIOM, 2002. Tradução do Francês por Lucia Pereira de Souza. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0012/001275/127511por.pdf>. Acesso em 16 fev. 2017.

RUAS, Roberto. Gestão por competências: uma contribuição à estratégia das organizações. In: RUAS, Roberto; ANTONELO, Cláudia Simone; BOFF, Luis Henrique. (Org.) Os novos horizontes da gestão: aprendizagem organizacional e competência. Porto Alegre: Bookman, 2005. p.34-54.

RUSSO, Marisa. A biblioteca universitária no cenário brasileiro. 2003. Disponível em:<http://repositorio.cfb.org.br/bitstream/123456789/387/1/A%20BIBLIOTECA%20UNIVERSIT%C3%81RIA%20NO%20CEN%C3%81RIO%20BRASILEIRO.pdf>. Acesso em: 19 jun. 2016.

SANDBERG, Jörgen. Understanding human competence at work: an interpretative approach. Academy of Management Jouonal. v.43, n.1, p.9-25, 2000.

SANDBERG, Jörgen.; TARGAMA, Axel. Three human competence at work: a question of understanding. In SANDBERG, Jörgen.; TARGAMA, Axel. Managing understanding in organizations. London: Sage Publications, 2007. Cap. 3, p.51-74.

SISTEMA NACIONAL DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS. Tipos de bibliotecas. [20--]. Disponível em: <http://snbp.culturadigital.br/tipos-de-bibliotecas/>. Acesso em: 20 jul. 2016.

SOUZA, Francisco das Chagas de. O ensino de Biblioteconomia no contexto brasileiro: século XX. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2009.

TOLFO, Suzana da Rosa; PICCININI, Valmíria. Sentidos e significados do trabalho: explorando conceitos, variáveis e estudos empíricos brasileiros. Psicologia & Sociedade, v.19, Edição Especial 1, p.38-46, 2007.

ZARIFIAN, Philippe. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo; Atlas, 2001.

Downloads

Publicado

2018-07-08

Edição

Seção

Artigos Científicos