Uma relação dialógica entre o universo literário e músico-teatral na obra de Cordel “Fogo Encantado”

Autores

  • Maria Beatriz Licursi Universidade Federal do Rio de Janeiro -Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0416-9351
  • Levi Fernandes Leonido Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro CITAR - Universidade Católica Portuguesa
  • Elsa Maria Morgado Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais, Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos; Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Instituto Politécnico de Bragança, Portugal. http://orcid.org/0000-0002-3653-7876

DOI:

https://doi.org/10.19177/rcc.v15e22020317-327

Palavras-chave:

Cultura popular. Género textual. Arte verbal. Literatura de Cordel

Resumo

A literatura de cordel, profundamente inserida no mundo da vida do homem nordestino, se constitui hoje em uma tradição cultural tão forte e arraigada que marca a sua identidade, de forma indelével. Historicamente considerada uma herança portuguesa o presente  artigo é um estudo comparativo dialógico entre o cordel do Brasil e o cordel de Portugal e suas influências nos movimentos artísticos, tendo como objeto de pesquisa na cultura brasileira o grupo cordelista Cordel do Fogo Encantado, apresentando uma reflexão sobre a adaptação da cultura popular de nosso país a favor da cultura progressiva e a estética da oralidade como experiência da teatralidade aliada a uma musicalidade moldada por/para essa experiência teatral.

Biografia do Autor

Maria Beatriz Licursi, Universidade Federal do Rio de Janeiro -Brasil.

Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutora em Ciências da Educação pela Escola de Ciências Humanas e Sociais (ECHS) da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) com foco nas áreas de Psicologia, Letras, Artes e Educação. Mestrado em Música pelo Programa de Pós-Graduação da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGM-UFRJ) na área de concentração - Piano. Pós-graduação (lato sensu) Especialização em Neurociências Aplicadas a Aprendizagem pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB / UFRJ). Bacharelado em Música (Piano) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Adjunta da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro da disciplina Percepção Musical. Dedica-se aos estudos nas áreas de Psicologia da Música, Percepção Musical e Neurociências com ênfase na Educação e Performance Musical.

Levi Fernandes Leonido, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro CITAR - Universidade Católica Portuguesa

Professor Auxiliar da Escola das Ciências Humanas e Sociais da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. É Mestre e Doutor em Educação pela Universidade de Salamanca. Desenvolveu estudos de Pós-doutoramento na Universidade de Coimbra (2009-11) e na Universidade de Santiago de Compostela (2007). Membro do CITAR (Centro de Investigação em Ciência e Tecnologias da Artes da Universidade Católica Portuguesa. Diretor da Revista Europeia de Estudos Artísticos (European Review of Artistic Studies). Tem desenvolvido uma regular atividade investigativa no domínio da Artes e Educação com especial enfoque na criação / direção artística e na orientação de trabalhos de investigação avançada (mestrado, doutoramento e pós-doutoramento).

Elsa Maria Morgado, Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais, Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos; Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Instituto Politécnico de Bragança, Portugal.

Investigadora Auxiliar Convidada do Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos da Universidade Católica – Braga; Investigadora de pós-Doutoramento na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. É Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Mestre em Biologia e Geologia (para o ensino); Especializada em Educação Especial (domínio Cognitivo e Motor) e Licenciada em Biologia e Geologia (ensino de). Tem desenvolvido uma regular atividade e investigativa no domínio das Ciências da Educação; Educação Especial; Supervisão Pedagógica e Estágio de Inserção Profissional.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Edição

Seção

Artigos