O grau zero da subjetividade: documentários e jogos de linguagem

Autores

  • Pablo Gonçalo

DOI:

https://doi.org/10.19177/rcc.v6e12011233-249

Palavras-chave:

Documentário contemporâneo, Subjetividade, Jogos de linguagem, Wittgenstein. Guatarri

Resumo

Este artigo analisa três documentários subjetivos. São eles: Rua de mão dupla (Cao Guimarães, 2002), Jogo de cena (Eduardo Coutinho,2006) e Serious games (Harum Farocki, 2010). A análise busca compreender a singularidade dessas obras por meio das formulações de jogos de linguagem, de Ludwig Wittgenstein, e máquinas subjetivas, de Felix Guatarri. Pretende-se, com esses conceitos, contribuir para parte do debate sobre as relações existentes entre documentário contemporâneo, subjetividade, linguagem e ética no documentário.

Biografia do Autor

Pablo Gonçalo

Doutorando, ECO - UFRJ

Downloads

Publicado

2011-06-10

Edição

Seção

Ensaios