IDENTIFICAÇÃO DAS MÉTRICAS DE DESEMPENHO NA INTER-RELAÇÃO ENTRE OS AGENTES PORTO E ARMAZÉM ALFANDEGADO: UM ESTUDO NO PROCESSO DE IMPORTAÇÃO DO GRANITO PRIME

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v13e0II202023-51

Palavras-chave:

Métricas de desempenho, Supply Chain Operations Reference Model (SCOR), Logística Portuária.

Resumo

Esta pesquisa focou-se no processo de importação da carga conteinerizada, especificamente do produto granito prime escoada por um porto do Nordeste do Brasil com o objetivo de identificar métricas de desempenho na inter-relação entre os agentes porto e armazém alfandegado.  Realizou-se entrevistas com os agentes responsáveis pelo processo de importação do granito prime e, o mapeamento da cadeia do produto e o levantamento das atividades executadas pelo porto e pelo armazém alfandegado. Assim sendo possível aplicar a abordagem logística Supply Chain Operations Reference Model (SCOR), a qual visa a melhoria da cadeia de abastecimento. Sendo destacado neste trabalho as seções de processos e performance do modelo SCOR. Estruturou-se sistematicamente as atividades executadas na cadeia do granito prime e identificou-se as métricas correspondentes.

Biografia do Autor

Leonardo Melo Delfim, Universidade Federal da Paraíba

Graduando em Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade Federal da Paraíba.

Jonas Figuerêdo Silva, Universidade Federal da Paraíba

Graduando em Engenharia de Produção pela Universidade Federal da Paraíba.

Pedro Henrique Monteiro da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal da Paraíba.

Maria Silene Alexandre Leite, Universidade Federal da Paraíba

Graduação em Ciências Econômicas, Mestrado em Engenharia de Produção, Doutorado em Engenharia de Produção e Pós Doutorado em Administração. Professora Associada na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Coordenadora do Grupo de pesquisa Complexidade & Organizações. Líder de comissão de trabalho junto ao Instituto Internacional de Custos (IIC). Membro da Comissão de Trabalho de Pós-graduação da Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO), Áreas de atuação: Gestão de Cadeia de Suprimentos e Gestão de Custos, com ênfase nas temáticas gestão de riscos, avaliação de desempenho e mensuração de custos logísticos portuários. 

Referências

ANTAQ, Agência Nacional De Transportes Aquaviários. ANTAQ divulga os números da movimentação portuária de 2018. 2019. Disponível em: < http://portal.antaq.gov.br/index.php/2019/02/12/antaq-divulga-os-numeros-da-movimentacao-portuaria-de-2018/>. Acesso em: 15 de julho de 2019.

APICS. Supply chain reference model – SCOR. Versão 12.0. 2017.

ALVAREZ-SANJAIME, O. et al. Competition and horizontal integration in maritime freight transport. Transportation Research Part E-Logistics and Transportation Review, v. 51, p. 67–81, 2013.

ALVAREZ-SANJAIME, O. et al. The impact on port competition of the integration

of port and inland transport services. Transportation Research Part B - Methodological, V. 80, p. 291–302, 2015.

Astuti, R.; Sililahi, R. L. R.; Rosyadi, R. A. Risk Mitigation Strategy for Mangosteen Business Using House of Risk (HOR) Methods: (A Case Study in “Wijaya Buah”, Blitar District, Indonesia). 3rd International Conference on Agro-Industry 2016 “Competitive & Sustainable Agro-Industry: Value Creation in Agribusiness”. 2016.

Anggrahini, D.; Karningsih, P. D.; Sulistiyono, M. Managing quality risk in a frozen shrimp supply chain : a case study. Industrial Engineering and Service Science. 2015, IESS 2015.

Bukhori, I. B.; Widodo, K. H.; Ismoyowati, D. Evaluation of Poultry Supply Chain Performance in XYZ Slaughtering House Yogyakarta using SCOR and AHP Method. The 2014 International Conference on Agro-industry (ICoA) : Competitive and sustainable Agroindustry for Human Welfare. 2015.

CHO, H. S. Determinants and effects of logistics costs in container ports: The

transaction cost economics perspective. Asian Journal of Shipping and Logistics, v. 30, n. 2, p. 193–215, 2014.

CLOTT, C.; HARTMAN, B. C. Supply chain integration, landside operations and

port accessibility in metropolitan Chicago. Journal of Transport Geography, V.

, p. 130–139, 2016.

CANON, P.; FERRARI, C.; PAROLA, F. Strategies in maritime and port logistics.

Maritime Economics & Logistics, v. 17, n. 1, p. 1–8, 2015.

CASCHILI, S.; MEDDA, F. The port attractiveness index: application on African ports. Region et Developpement, n. 41, p. 47–82, 2015.

CSCMP, Council of Supply Chain Management Professionals. Supply chain management definitions and glossary. 2013. Disponível em:<https://cscmp.org/CSCMP/Educate/SCM_Definitions_and_Glossary_of_Terms/CSCMP/Educate/SCM_Definitions_and_Glossary_of_Terms.aspx?hkey=60879588-f65f-4ab5-8c4b-6878815ef921>. Acesso em: 24 de agosto de 2019.

KE, W. The Empirical Research on Enterprise Logistics Cost Based on Activity Based Cost. Proceedings of the 2014 International Conference on Mechatronics, Control and Electronic Engineering. [s.l: s.n.]. v. 113p. 538–541.

KRASNODĘBSKI, A.; KUBON, M. Logistic costs in competitive strategies of enterprises. Agricultural Economics, Czech, 56, 2010 (8): 397–402.

LEITE, M. A. S.; VASCONCELOS, V. M. M.; BORNIA, A. C.; AFONSO, P. S. L. P.; ARAÚJO, A.; TELHADA, J. M.; MONTEIRO, L. M. Discussão de um modelo conceitual para gestão de custos logísticos no setor portuário: os casos português e brasileiro. Medellín. Ln: XIV Congresso Internacional de Custos, 2015.

LIN, D. P. et al. Impact of Policy Adjustment on the Port Performance: the

Case of Shanghai Port. In: Zhang Z., Shen Z., Zhang J., Zhang R. (eds) LISS 2014. Springer, Berlin, Heidelberg, 2015.

MILAN, G. S.; VIEIRA, G. B. B. Proposição de um modelo conceitual em torno da prática da governança em cadeias logístico-portuárias. Revista Gestão Industrial, Paraná, v. 7, n. 4, 2011.

MOREIRA, G. G.; SILVA, J. F.; LEITE, M. S. A. Discussão acerca dos agentes envolvidos no processo de aquisição, desembaraço e operação com cargas de trigo em um porto público do Nordeste. IV Congresso Internacional de Desempenho Portuário. Florianópolis, Santa Catarina, 2017.

MEDEIROS, M. Mensuração dos custos logísticos em uma operação com carga sólida em um porto público do nordeste brasileiro. 2018. 220f. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2018.

OJADI, F.; WALTERS, J. Critical factors that impact on the efficiency of the Lagos seaports. Journal of Transport and Supply Chain Management, v. 9, n. 1, p.

–13, 2015.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

PONTES, T. N.; CORREA, E. V. T.; BRITO, A.; PEREIRA, D.; Análise de processos de uma distribuidora a partir do modelo SCOR. XXXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Macéio, Alagoas, 2018.

SILVA, J. F.; MOREIRA, G. G.; LEITE, M. S. A. Análise qualitativa do uso dos recursos empregados no processo de descarga de granel sólido em um porto público do Nordeste (BR). V Congresso internacional de desempenho portuário. Florianópolis, Santa Catarina, 2018.

SANTOS, W. A.; VILLAVICENCIO, G. D. Gestão logística: o caso da empresa “Santos brasil”. Revista Orbis Latina, Paraná, v. 8, n. 1, 2018.

SONG, D. W.; PANAYIDES, P. M. Maritime Logistics: A Guide to Contemporary

Shipping and Port Management. Kogan Page, p. 480, 2015.

SOUZA, R. DA S.; SOUZA, G. DA S. A Logística Internacional e Comércio

Exterior Brasileiro: Modais de Transporte, Fluxos Logísticos e Custos

Envolvidos. Simpósio De Excelência Em Gestão E Tecnologia. Anais...2013.

SPINA, M. E.; ROHVEIN, C.; URRUTIA, S.; ROARK, G.; PARAVIÉ, D.; CORRES, G. Application of the SCOR model in metalworking SMEs from Olavarría. INGE CUC, vol. 12 no. 2, pp 50-57. 2016.

SILVA, J. F. Proposta de etapas para sistematização dos custos da cadeia logística de importação de cargas sólidas escoadas em Portos do NE do Brasil. Relatório de Iniciação Científica. Universidade Federal da Paraíba. 2019.

SILVA, S. F. N.; LISBOA, A. P.; JESUS, W. S.; SILVA, I. P.; VASCONCELOS, C. R; O modelo de referência SCOR como ferramenta para a gestão da cadeia de suprimentos: Uma aplicação em uma loja de serviços. Simpósio de Engenharia de Produção de Sergipe. São Cristóvão, SE, 2015.

UNCTDA, United Nations Conference on Trade and Development; Informe sobre el transporte marítimo, 2018. Disponível em: <https://unctad.org/es/PublicationsLibrary/rmt2018_es.pdf>. Acesso em: 24 de agosto 2019.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2 ed. Porto Alegre:

Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Edição

Seção

Artigos Científicos