INFORMAÇÕES PATENTÁRIAS COMO FONTE PARA INOVAÇÃO E DISSEMINAÇÃO DE CONHECIMENTO TECNOLÓGICO SOBRE O ENSINO À DISTÂNCIA VOLTADO À EDUCAÇÃO MÉDICA CONTINUADA

Autores

  • Marcus Vinicius Cesso Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)
  • Renato Ribeiro Nogueira Ferraz Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)
  • José Eduardo Storopoli Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v11e3201886-108

Palavras-chave:

Patent2net, Ensino à Distância, Educação Médica Continuada, Inovação Estratégica.

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo apresentar o uso da Patent2net para organizar informações referentes a patentes em Ensino à Distância, focadas em educação médica continuada, por se tratar de uma área estratégica para todas as nações, principalmente para o Brasil. Como resultado, identificou-se uma patente de um sistema de e-learning, livre para reprodução no Brasil, que simula cenários em 3D para treinamento de equipes de enfermagem, contribuindo para o aprimoramento de técnicas assistenciais e comportamentais do profissional de saúde. A principal contribuição deste trabalho se dá pela identificação de uma tecnologia inexistente e de uso estratégico para a Saúde no Brasil.

Biografia do Autor

Marcus Vinicius Cesso, Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

Mestre em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Especialista em Marketing pela Universidade de São Paulo / ECA (2011). Atuação em pesquisas na Linha de Estratégia focado nas áreas de Desempenho e Avaliação Estratégica de Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Instituições de Ensino Superior. 

Renato Ribeiro Nogueira Ferraz, Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

Possui Pós-Doutorado (2013) e Doutorado em Ciências Básicas (2007), pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (CONCEITO CAPES 7). É Mestre em Ciências Básicas (2003), também pela UNIFESP. É Professor Permanente do Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde (PMPA-GSS) da UNINOVE, e Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA), também da UNINOVE. É Membro número 24155 da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD).

José Eduardo Storopoli, Programa de Pós Graduação em Administração (PPGA) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

Doutor em Administração pela Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Especialista em estratégia empresarial pela UNINOVE. Professor da UNINOVE. Membro pesquisador do grupo de pesquisa Gestão Estratégica de Projetos Educacionais. Representante principal da UNINOVE na rede de afiliados da Harvard Business School Microeconomics of Competitiveness. Pesquisa nos seguintes temas: Estratégia em Instituições de Ensino; Gestão de Instituições de Ensino; Capacidades Dinâmicas em Instituições de Ensino; Transferência de Tecnologia e Conhecimento entre Universidades e Empresas; Avaliação dos Impactos das instituições de ensino sobre a sociedade. Gestor de Inovação e Educação a Distância da UNINOVE.

Referências

ABED. Censo EAD. BR: Relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2014, 2015.

AOKI, R.; SCHIFF, A. Promoting access to intellectual property: patent pools, copyright collectives, and clearinghouses. R&D Management, v. 38, n. 2, p. 189–204, 2008.

ARSLAN, T. et al. Espacenet: A Framework of Evolvable and Reconfigurable Sensor Networks for Aerospace Based Monitoring and Diagnostics. AHS. Anais... In: FIRST NASA/ESA CONFERENCE ON ADAPTIVE HARDWARE AND SYSTEMS. IEEE, 2006

BERGEK, A. et al. Technological innovation systems in contexts: Conceptualizing contextual structures and interaction dynamics. Environmental Innovation and Societal Transitions, v. 16, p. 51–64, 2015.

BHATTI, Y. A. What is Frugal, What is Innovation? Towards a Theory of Frugal Innovation. Rochester, NY: Social Science Research Network, 2012.

BONINO, D.; CIARAMELLA, A.; CORNO, F. Review of the state-of-the-art in patent information and forthcoming evolutions in intelligent patent informatics. World Patent Information, v. 32, n. 1, p. 30–38, 2010.

CABERO, J. Bases pedagógicas del e-learning. Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento, v. 3, n. 1, p. 1–10, 2006.

CARVALHO, A. C.; STOROPOLI, J. H.; QUONIAM, L. M. Prospecção de Patentes para a Solução Sustentável de Problema da Indústria da Construção: O Espaçador de Concreto. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, v. 2, n. 1, p. 115–127, 2014.

CHOI, Y. S.; HEINEMANN, A. Restrictions of Competition in Licensing Agreements: The Worldwide Convergence of Competition Laws and Policies in the Field of Intellectual Property. European Business Organization Law Review, v. 17, n. 3, p. 405–422, 2016.

CORRÊA, F. C.; GOMES, S. L. R. A patente na universidade: sigilo, transparência e direito à informação. VIII ENANCIB. Anais... In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊ NCIA DA INFORMAÇÃO. Salvador: 2013

CPC. Cooperative Patente Classification, 2017. Disponível em: <http://www.cooperativepatentclassification.org/cpc/scheme/G/scheme-G06Q.pdf>. Acesso em: 7 fev. 2017

FERRAZ, R. R. N. et al. Example of open-source OPS (Open Patent Services) for patent education and information using the computational tool Patent2Net. World Patent Information, v. 46, p. 21–31, 2016.

HUNG, J. Trends of e-learning research from 2000 to 2008: Use of text mining and bibliometrics. British Journal of Educational Technology, v. 43, n. 1, p. 5–16, 2012.

KELLY, M. A. et al. Enhancing Students’ Learning Through Simulation: Dealing With Diverse, Large Cohorts. Clinical Simulation in Nursing, v. 12, n. 5, p. 171–176, 2016.

LANDMANN, A. et al. Medical student expectations from surgical education: A two-year institutional experience. American Journal of Surgery, v. 212, n. 6, p. 1265–1269, 2016.

LAROSE, D. T. Discovering Knowledge in Data: An Introduction to Data Mining. [s.l.] John Wiley & Sons, 2014.

MAZZIERI, M. R.; QUONIAM, L.; SANTOS, A. M. Inovação a partir das informações de patentes: proposição de modelo Open Source de Extração de Informações de Patentes (Patent Crawler). Revista Gestão & Tecnologia, v. 16, n. 1, p. 76–112, 2016.

MELO, E. M. et al. Análise das patentes depositadas por universidades federais brasileiras no banco de dados do Espacenet. Cadernos de Prospecção, v. 6, n. 4, p. 561, 2014.

NIGRO, C. A. Uso das ferramentas computacionais Scriptlattes, Scriptgp e Patent2net para análise da produção bibliográfica e tecnológica sobre a dengue. 2017.

QUONIAM, L.; KNIESS, C. T.; MAZIERI, M. R. A patente como objeto de pesquisa em Ciências da Informação e Comunicação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, v. 19, n. 39, p. 243–268, 2014.

REYMOND, D.; DEMATRAZ, J. Using networks in patent exploration: application in patent analysis: the democratization of 3D printing. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, v. 10, n. 1, 2015.

REYMOND, D.; QUONIAM, L. A new patent processing suite for academic and research purposes. World Patent Information, v. 47, p. 40–50, 2016.

SERAFINI, M. R. et al. Avaliação de tecnologias em dessalinização de água a partir da análise dos pedidos de patentes. GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias, v. 2, n. 1, p. 42–51, 2012.

SONI, P.; KRISHNAN, R. T. Frugal innovation: aligning theory, practice, and public policy. Journal of Indian Business Research, v. 6, n. 1, p. 29–47, 2014.

STOROPOLI, J. E. O uso do Knowledge Discovery in Database (KDD) de informações patentárias sobre ensino a distância: contribuições para instituições de ensino superior. 2016.

THOMSON. Patent Kind Codes by CountryThomson Scientific, , 2017. Disponível em: <http://www.thomsonfilehistories.com/docs/RESOURCES_Kind%20Codes%20by%20Country.pdf>. Acesso em: 25 mar. 2017

WIPO. Recommended standard code for the identification of different kinds of patent documentsWorld Intellectual Property Organization, , 2016. Disponível em: <http://www.wipo.int/export/sites/www/standards/en/pdf/03-16-01.pdf>. Acesso em: 25 mar. 2017

ZENDEJAS, B. et al. Patient Outcomes in Simulation-Based Medical Education: A Systematic Review. Journal of General Internal Medicine, v. 28, n. 8, p. 1078–1089, 2013.

ZHANG, D. et al. Can e-learning replace classroom learning? Communications of the ACM, v. 47, n. 5, p. 75–79, 2004.

Downloads

Publicado

2019-05-20

Edição

Seção

Artigos Científicos