Fatores potencializadores e restritivos à implantação do Balanced Scorecard:um estudo em uma empresa de construção civil do Ceará

Autores

  • Roberta Catrib de Azevedo Lemos Universidade Federal do Ceará
  • Maria Naiula Monteiro Pessoa Universidade Federal do Ceará
  • Sandra Maia dos Santos Universidade Fedeal do Ceará
  • Augusto Cézar de Aquino Cabrak Universidade Federal do Ceará
  • Debora Cardoso do Nascimento Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v4e220113-29

Palavras-chave:

Estratégia, Balanced scorecard, Construção civil

Resumo

O Balanced Scorecard (BSC), mais conhecido como um método de tradução da missão e estratégia da empresa em um conjunto abrangente de medidas de desempenho, tem sido utilizado para a gestão estratégica das organizações, atuando como um sistema de medição que, além dos objetivos financeiros, busca incluir características de desempenho. Nesta pesquisa, realizada mediante um estudo de caso, tem-se como objetivo identificar os principais fatores potencializadores e restritivos à implantação do BSC em uma empresa de construção civil do estado do Ceará, a Porto Freire Engenharia. Na pesquisa documental, considerando-se os relatórios gerencias do período de 2003 a 2009, constatou-se que a empresa realizou o processo necessário para a implantação do BSC para a gestão de sua estratégia. A coleta de dados de campo foi realizada mediante um questionário e um roteiro de entrevista, aplicados, respectivamente, aos colaboradores e gestores que já eram integrantes da empresa no momento em que o BSC foi implantado. Quanto aos dados do questionário, os resultados indicam que, do conjunto dos vinte fatores considerados, apenas três foram apontados como potencializadores à implantação do BSC: suporte técnico de consultorias, balanceamento das quatro perspectivas e preservação da identidade corporativa. Em relação aos dados das entrevistas, as práticas de planejamento, as consultorias e a mensuração da estratégia foram apontadas como fatores potencializadores. A cultura organizacional, o processo de sensibilização dos colaborares e a perspectiva e alcance dos resultados foram considerados fatores restritivos.

Biografia do Autor

Roberta Catrib de Azevedo Lemos, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade Federal do Ceará desde 2006. Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Ceará em 2008 - 2010. Assessora de inteligência da empresa do ramo de construção civil Porto Freire Engenharia.

Maria Naiula Monteiro Pessoa, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1986), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Ceará (1992) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000). Professor Associado, nível III, da Universidade Federal do Ceará

Sandra Maia dos Santos, Universidade Fedeal do Ceará

Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1978), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Ceará (1989) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (1998). Professor associado da Universidade Federal do Ceará

Augusto Cézar de Aquino Cabrak, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Administração pela Universidade de Fortaleza (1988), mestrado em Administração pela Universidade Estadual do Ceará (1996), Mestrado em Educational Administration and Supervision - University of New Hampshire (1991) e Doutorado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). Professor Associado I da Universidade Federal do Ceará, onde atua no Programa de Pós-Graduaçao em Administraçao e Controladoria (PPAC)

Debora Cardoso do Nascimento, Universidade Federal do Ceará

Graduanda em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Ceará

Downloads

Publicado

2011-12-02

Edição

Seção

Artigos Científicos