Instrumentos para determinação do índice de evidenciação de informações contábeis

Autores

  • Ilse Maria Beuren Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Rodrigo Angonese Universidade Regional de Blumenau - FURB

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v8e12015120-144

Palavras-chave:

Evidenciação, Informações contábeis, Métricas, Extensão, Evidenciação voluntária.

Resumo

Este estudo descreve as características de instrumentos citados na literatura para apuração do índice de evidenciação de informações contábeis. Pesquisa descritiva foi realizada por meio de análise documental, com abordagem qualitativa. Os resultados focalizam cinco temáticas que exprimem os cuidados necessários ao elaborar uma métrica de mensuração de evidenciação de informações contábeis: público-alvo e definição de informação coercitiva e voluntária; escolha da base de dados; extensão do instrumento de coleta de dados; fatores que interferem na métrica; e testes de confiabilidade. O estudo pode contribuir na identificação de métricas para mensurar a extensão da evidenciação de informações contábeis pelas empresas.

 

Biografia do Autor

Ilse Maria Beuren, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP

Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da

Universidade Federal do Paraná - UFPR

Endereço: Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III - Jardim Botânico
CEP: 80210-170 – Curitiba/PR – Brasil

E-mail: ilse.beuren@gmail.com

Telefone: (41) 3360-4386

Rodrigo Angonese, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Doutor em Ciências Contábeis e Administração pela

Universidade Regional de Blumenau - FURB

Referências

AKERLOF, G.A. The market for 'lemons': quality uncertainty and the market mechanism. Quarterly Journal of Economics, v. 84, n. 3, p. 488-500, 1970.

BOTOSAN, C. A. Disclosure level and the cost of equity capital. The Accounting Review, v. 72, p. 323-349, 1997.

BUSHMAN, R.; PIOTROSKI, J.; SMITH, A. What determines corporate transparency? Social Science Research Network, April, 2003. Disponível em: . Acesso em: 22 out. 2010.

CASSARRO, A. C. Sistemas de informações para tomada de decisões. São Paulo: Pioneira, 1988.

CUNHA, J. V. A.; RIBEIRO, M. S. Divulgação voluntária de informações de natureza social: um estudo nas empresas brasileiras. Revista de Administração Eletrônica USP, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-23, 2008.

DYE, R. A. An evaluation of “essays on disclosure” and the disclosure literature in accounting. Journal of Accounting and Economics, Burlington, v. 32, p. 181-235, 2001.

ETTREDGE, M.; RICHARDSON, V.; SCHOLZ, S. Dissemination of information for investors at corporate web sites. Journal of Accounting and Public Policy, v. 21, p. 357-69, 2002.

GIBBINS, M.; RICHARDSON, A.; WATERHOUSE, J. The management of corporate financial disclosure: opportunism, ritualism, policies and process. Journal of Accounting Research, v. 28, p. 121-143, 1990.

HEALY, P. M.; PALEPU, K. G. Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: a review of the empirical disclosure literature. Journal of Accounting and Economics, v. 31, p. 405-440, 2001.

HENDRIKSEN, E. S.; VAN BREDA, M. F. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 1999.

IUDÍCIBUS, S de. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 1997.

LEVITT, A. The importance of high quality accounting standards. Accounting Horizons, v. 12, p. 79-82, 1998.

MEEK, G.; ROBERTS, C.; GRAY, S. Factors influencing voluntarily annual report disclosure by U.S., U.K., and continental European multinational corporations. Journal of International Business Studies, v. 26, n. 3, p. 555-572, 1995.

MURCIA, F. D.; SANTOS, A. Principais práticas de disclosure voluntário das 100 maiores empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 9., 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2009. CD-ROM.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1989.

ROESCH, S. M. A. Projetos de estágio e de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 1999.

RONEN, J.; YAARI, V. Incentives for voluntary disclosure. Journal of Financial Markets, v. 5, n. 3, p. 349-390, 2002.

SALOTTI, B. M.; YAMAMOTO, M. M. Ensaio sobre a Teoria da Divulgação. Brazilian Business Review, v. 2, n. 1, p. 53-70, 2005.

SILVA, M. B.; GRIGOLO, T. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3. ed. Florianópolis: EDUFSC, 2001.

SOUZA, M. A.; CRUZ, A. P. C.; MACHADO, D. C.; MENDES, R. C. Evidenciação voluntária de informações contábeis por companhias abertas do sul brasileiro. Revista Universo Contábil, v. 4, n. 4, p. 39-56, 2008.

VERRECCHIA, R. E. Essays on disclosure. Journal of Accounting and Economics, Burlington, v. 32, p. 97-180, 2001.

WATSON, A.; SHRIVES, P.; MARSTON, C. L. Voluntary disclosure of accounting ratios in the UK. British Accounting Review, v. 34, p. 289-313, 2002.

Downloads

Publicado

2015-04-29

Edição

Seção

Artigos Científicos