RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UM ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE PEROBAL – PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v10e22021209-229

Palavras-chave:

Gestão de Resíduos Sólidos, Educação Ambiental, Qualidade de Vida, Coleta Seletiva.

Resumo

A gestão dos resíduos sólidos urbanos pode influenciar na qualidade de vida da população e na preservação do meio ambiente. Nesse contexto, este estudo teve como objetivo principal diagnosticar e refletir sobre o processo de gestão dos resíduos sólidos urbanos de Perobal, situado no noroeste do Paraná, Brasil. Para tanto, realizou-se um estudo de caso, de caráter exploratório e descritivo, organizado em três etapas: 1- levantamento de dados primários e secundários; 2- exploração do material; 3- tratamento dos resultados. Os dados obtidos demonstraram que, apesar dos bons resultados nos indicadores de qualidade de vida, são necessárias as seguintes providências no gerenciamento dos resíduos sólidos: adequações no Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos do município; exigência de implantação e fiscalização de Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos nos estabelecimentos comerciais; adequações no aterro sanitário para melhor organização dos resíduos e realização de processos de compostagem; projetos de educação ambiental devem ser desenvolvidos em ambiente formal e não formal, no intuito de informar e sensibilizar a população quanto à importância da separação correta dos resíduos sólidos.

Biografia do Autor

Sandra dos Santos Ornellas, Instituto Federal do Paraná

Licenciada em Ciências Biológicas pelo IFPR Campus Umuarama, servidora pública municipal em Perobal - PR.

Bruna Fernanda Barbado Migliozzi, Universidade Paranaense (UNIPAR)

Graduada em Direito pela Universidade Paranaense (UNIPAR).

Norma Barbado, Instituto Federal do Paraná

Bióloga, mestre em Educação, doutora em Agronomia, docente do Instituto Federal do Paraná Campus Umuarama.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Edição

Seção

Artigos