ESTUDO DA VIABILIDADE DO TINGIMENTO DA POLIAMIDA COM CORANTE NATURAL DE URUCUM

Autores

  • Marcel Jefferson Gonçalves FURB
  • Ivonete Oliveira Barcellos FURB
  • Rita de Cássia S. Curto Valle UFSC
  • Lorena Benathar Ballod Tavares FURB

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e02020571-585

Palavras-chave:

Poliamida. Urucum. Bixa orellana. Desenvolvimento sustentável. Tingimento.

Resumo

O setor têxtil brasileiro se destaca mundialmente e tem grande representação no PIB nacional. No entanto, é um grande gerador de efluentes contendo elevada coloração, devido aos corantes sintéticos que possuem carcinogenicidade e recalcitrância na remoção. A utilização de corantes naturais reduziria a carga poluente, evitando ainda extração de produtos derivados do petróleo, utilizados na fabricação de corantes sintéticos. Estudos têm sido realizados com corantes naturais, porém poucos abordam a aplicação em fibras sintéticas. O diferencial deste trabalho está no estudo da viabilidade de aplicação do corante natural de urucum em fibra sintética de poliamida. Utilizou-se urucum com duas distintas origens: “comercial” (obtido da empresa Duas Rodas) e “in natura” (extraído diretamente da planta Bixa orellana). Realizou-se uma caracterização em espectrofotometria UV/VIS, apontando similaridade entre ambos. Foram tingidas amostras de tecidos em condições convencionais de processo (100°C, pH 4,0), alcançando 99,6% e 99,8% de esgotamento, respectivamente, indicando alta adsorção do corante ao tecido em ambos casos. Os testes da qualidade realizados nas amostras tingidas apontaram fixação da cor, com boa solidez à lavação e à fricção, atingindo valores de até 4/5 nas notas de transferência da cor, nos dois casos. Os resultados sinalizam potencial uso do corante de urucum no setor têxtil para tingimento da poliamida.

 

Biografia do Autor

Marcel Jefferson Gonçalves, FURB

 

[1] Departamento de Engenharia Química. Universidade Regional de Blumenau (FURB). marcelg@furb.br

 

Ivonete Oliveira Barcellos, FURB

Departamento de Química. Universidade Regional de Blumenau (FURB). iob@furb.br

Rita de Cássia S. Curto Valle, UFSC

Departamento de Engenharias. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). rita.valle@ufsc.br

Lorena Benathar Ballod Tavares, FURB

Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental. Universidade Regional de Blumenau (FURB). lorena@furb.br

Downloads

Publicado

2020-05-29