A COLETA SELETIVA EM BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS: UMA ANÁLISE DA IMPORTÂNCIA DO ENGAJAMENTO POPULAR

Autores

  • Manuella Faustina de Castro Pimenta CEFET-MG
  • Arthur Couto Neves CEFET-MG
  • Lucas Fernandes Oliveira CEFET-MG
  • Carlos Wagner Gonçalves Andrade Coelho CEFET-MG
  • Gisele Vidal Vimieiro CEFET-MG

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Reciclagem, Coleta Seletiva, Ponto a Ponto, Porta a Porta

Resumo

A preocupação mundial frente à gestão dos resíduos sólidos se dá, principalmente, devido aos novos hábitos de consumo. Deste modo, a reciclagem torna-se uma alternativa para reintrodução destes resíduos ao ciclo produtivo. Contudo, para tanto, é necessário o efetivo engajamento do cidadão, entretanto, desafios devem ser superados relativos à forma como os indivíduos se envolvem nestas questões. Assim, o objetivo do presente trabalho é analisar a importância do engajamento dos cidadãos no descarte de resíduos sólidos recicláveis, em Belo Horizonte - MG. Para tanto, foram consultados documentos emitidos pela prefeitura e dados reportados pela Superintendência de Limpeza Urbana do município, o que permitiu se identificar um déficit da participação social na coleta seletiva. Tal resultado é possivelmente reflexo do baixo engajamento em políticas públicas de conscientização sobre a importância da reciclagem, além das questões culturais. Portanto, o município deve ampliar e aplicar novas iniciativas que visem à Educação Ambiental.

Downloads

Publicado

2022-03-14

Edição

Seção

Artigos