ANÁLISE-DIAGNÓSTICO DE SISTEMAS AGRÁRIOS NO TERRITÓRIO DE IDENTIDADE BAIXO SUL DA BAHIA, BRASIL

Autores

  • Maíra Ferraz de Oliveira Silva Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Nelma Lima Bruno Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Paulo César Bahia de Aguiar Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, em Ilhéus, Bahia, Brasil
  • Hélio Rocha Sousa Filho Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Maira Caetano Andrade Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Mônica de Moura Pires Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Andrea da Silva Gomes Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Christiana Cabicieri Profice Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v9e4202064-97

Palavras-chave:

Sistemas agrários, Comunidades rurais, Buris, Políticas públicas, desenvolvimento rural

Resumo

Este artigo tem como principal objetivo apresentar alguns aspectos do sistema agrário no qual estão inseridos os municípios do Território de Identidade Baixo Sul da Bahia, analisando de forma mais específica aspectos socioambientais característicos da comunidade rural Buris, localizada no município de Ibirapitanga, traçando, assim, um panorama do seu sistema agrário. Para tanto, utilizando-se de aspectos da metodologia “análise-diagnóstico de sistemas agrários”, realiza-se leitura interpretativa do mosaico da paisagem dessa comunidade; traça-se breve panorama histórico de formação do sistema agrário local; e faz-se identificação das tipologias dos produtores. Para a apresentação de aspectos do sistema agrário no qual estão inseridos os municípios do Baixo Sul, construiu-se um mapa dos tipos de vegetação predominante nesse território de identidade, de forma a contribuir para o entendimento dos aspectos fisiográficos característicos em seus sistemas agrários; levantaram-se dados do PIB e sua composição; e levantaram-se ainda dados dos estabelecimentos agropecuários dos municípios de forma a apresentar características desses estabelecimentos. As informações foram levantadas em 2018. Os resultados apontaram que 10 dos 15 municípios têm a maior parcela da população vivendo em áreas rurais, o que torna importante a configuração dos sistemas agrários na manutenção dessas populações nessas áreas. Na comunidade rural Buris observou-se uma maioria de produtores tipicamente familiares. Percebeu-se na comunidade a necessidade de se adotarem políticas de desenvolvimento desse espaço considerando as especificidades de sua realidade fisiográfica e geoambiental

Biografia do Autor

Maíra Ferraz de Oliveira Silva, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pala Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, em Ilhéus, Bahia, Brasil.

Nelma Lima Bruno, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC.

Paulo César Bahia de Aguiar, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, em Ilhéus, Bahia, Brasil

Doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente;  Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente; Especialista em Agroecologia Aplicada a Agricultura Familiar – Residência Agrária; e Graduado em Geografia, pela Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, em Ilhéus, Bahia, Brasil.

Hélio Rocha Sousa Filho, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Maira Caetano Andrade, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Mônica de Moura Pires, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutora. Professora do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Andrea da Silva Gomes, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutora. Professora do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Christiana Cabicieri Profice, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutora. Professora do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Downloads

Publicado

2020-12-29

Edição

Seção

Artigos