CENÁRIO TENDENCIAL DE COMPROMETIMENTO HÍDRICO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO MATEUS - ES

Autores

  • Lorena Gregório Puppin Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH)
  • Bruno Pertele Vaneli Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Luana Lavagnoli Moreira Universidade Federal do Rio Grande do Sul http://orcid.org/0000-0002-1366-0994
  • Rafael Rezende Novais Celulose Nipo Brasileira (CENIBRA)

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v8e32019172-192

Palavras-chave:

Demanda hídrica. Disponibilidade hídrica. Gestão de recursos hídricos

Resumo

Nesse estudo analisou-se o cenário tendencial do comprometimento hídrico na porção capixaba da bacia hidrográfica do rio São Mateus, norte do Espírito Santo. Para isso foi estimada a disponibilidade hídrica da bacia a partir de equações de regionalização e foram levantadas as demandas hídricas dos seus principais setores usuários de água. Para análise do comprometimento hídrico utilizou-se o índice Water Exploitation Index (WEI). Como resultado, verificou-se uma predominância do uso de água com fins de irrigação em toda a bacia, cujo percentual de uso alcançou valores da ordem de 98% nas porções média e alta da bacia. Quanto ao índice WEI, observou-se atualmente uma situação preocupante em determinadas porções da bacia, com 17,4% da disponibilidade hídrica já comprometida com as atuais demandas. A tendência para o horizonte de 20 anos será de agravamento do comprometimento hídrico, com essa relação chegando a 20,5%. Diante o cenário exposto, identificaram-se áreas prioritárias para investimento em medidas de gerenciamento da demanda dos recursos hídricos, principalmente para o setor de irrigação, indicando a necessidade de utilização de técnicas mais eficientes do uso da água e da adoção de outros instrumentos de gestão, como a outorga coletiva, de forma a alcançar a sustentabilidade hídrica da bacia.

Biografia do Autor

Lorena Gregório Puppin, Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH)

Mestre em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Pesquisadora na Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH).

Bruno Pertele Vaneli, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Luana Lavagnoli Moreira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Rafael Rezende Novais, Celulose Nipo Brasileira (CENIBRA)

Mestre em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) - Universidade de São Paulo (USP). Analista Ambiental em Celulose Nipo Brasileira (CENIBRA).

Downloads

Publicado

2019-10-03

Edição

Seção

Artigos