ANÁLISE DE EFETIVIDADE DE GESTÃO DA FLORESTA NACIONAL DA RESTINGA DE CABEDELO

Autores

  • Ricardo Moreira da Silva
  • Alan Gurgel Saraiva Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v7e22018572-585

Palavras-chave:

Efetividade, unidade de conservação, floresta.

Resumo

As florestas são unidades de conservação (UC) de uso sustentável que têm como objetivo o uso múltiplo sustentável dos seus recursos para a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas. Este artigo tem como objetivo avaliar a efetividade de gestão da Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo (FLONA de Cabedelo), para isso foi adotado a metodologia RAPPAM, com entrevista com a equipe de gestores da UC e se concluiu que a efetividade de gestão da FLONA de Cabedelo é média em virtude da falta de diálogo com comunidades locais e os baixos recursos financeiros.

Biografia do Autor

Ricardo Moreira da Silva

Pós-doutor (KTH-Suécia 2009) na área de Energia e Clima. Atualmente, é professor do departamento de engenharia de produção da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). E-mail: ricardomoreira0203@hotmail.com

Alan Gurgel Saraiva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Engenheiro Ambiental pela Universidade Federal da Paraíba(2006), mestrando em engenharia de produção da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Especialista em segurança do trabalho. E-mail: alan.gurgel@outlook.com

Downloads

Publicado

2018-04-27

Edição

Seção

Estudos de Caso